Distribuição dos kits de alimentos ocorre desta terça-feira, 25, até sábado, 29

Por Cláudio Duarte

O Governo do Tocantins, por meio da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas), atende nesta semana 33 cidades do sul e sudeste tocantinenses com 12,3 mil kits de alimentos. A distribuição dos kits de alimentos ocorre nos polos de Gurupi e Dianópolis desta terça-feira, 25, até sábado, 29.

 

O secretário da Setas, José Messias Araújo, ressalta que esta é mais uma etapa das entregas de 700 toneladas de alimentos e 130 toneladas de frangos congelados. “Já atendemos 65 municípios nos polos de Araguatins, Araguaína e Guaraí. Esta semana, atenderemos mais 33 cidades nos polos de Dianópolis e Gurupi e prosseguiremos com a ação até que todos os municípios do Tocantins sejam contemplados com os alimentos”, ressaltou.

 

Os recursos para essas cestas básicas e frangos congelados entregues são oriundos do Fundo Estadual de Combate e Erradicação à Pobreza (Fecoep).

 

A distribuição dos kits de alimentos ocorre por meio dos polos de Araguaína, Araguatins, Dianópolis, Guaraí, Gurupi, Palmas e Paraíso. Cada município é responsável pelo condicionamento dos alimentos que atenderá a sua comunidade, e a distribuição nos municípios será realizada pelos Centros de Referência de Assistência Social (Cras).

 

Municípios atendidos

Nesta etapa o Governo do Tocantins atende todos os municípios dos polos de Gurupi e Dianópolis.

 

Devem buscar os alimentos no polo de Gurupi os representantes dos municípios de Aliança, Alvorada, Araguaçu, Cariri, Dueré, Figueirópolis, Formoso do Araguaia, Gurupi, Jaú, Palmeirópolis, Peixe, Talismã, Sandolândia, São Salvador, São Valério e Sucupira.

 

Já no polo de Dianópolis, devem buscar os alimentos os representantes de Almas, Arraias, Aurora do Tocantins, Chapada de Natividade, Combinado, Conceição do Tocantins, Dianópolis, Lavandeira, Natividade, Novo Alegre, Novo Jardim, Paranã, Ponte Alta do Bom Jesus, Porto Alegre do Tocantins, Rio da Conceição, Taguatinga e Taipas.

 

Ação emergencial

 

A ação de entrega de cestas básicas executada pelo Governo do Tocantins teve início com o Decreto n° 6.070, de 18 de março de 2020, que determinou situação de emergência no Estado, em virtude dos impactos da pandemia da Covid-19.

 

Desde o início da ação, em março de 2020, já foram distribuídas cerca de 1,6 milhão de cestas básicas nos 139 municípios do Estado, por meio da Setas e de outros órgãos estaduais como o Instituto de Desenvolvimento Rural do Estado do Tocantins (Ruraltins), a Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), a Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju) e a Agência do Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc).

 

Transparência e controle

 

Os processos referentes às aquisições e aos contratos realizados no contexto da Covid-19 estão disponíveis no Portal da Transparência pelo endereço www.transparencia.to.gov.br. Para consultar, acesse na página principal a aba azul - Consulta Contratos Emergenciais -, e a aba verde - Gráficos dos Empenhos e Pagamentos -, e informe-se sobre todos os trâmites.

 

É importante ressaltar que compras diretas, ou seja, sem licitação, estão autorizadas pela Lei Federal n° 13.979/2020 – de enfrentamento à Covid-19, somente para atender a situação emergencial provocada pela pandemia.

 

Legislações federal e estadual, referentes a este contexto, estão disponíveis para consulta no site da Controladoria-Geral do Estado (CGE-TO) pelo link https://www.cge.to.gov.br/legislacao/legislacao-aplicada-a-covid-19/.

 

Posted On Segunda, 24 Janeiro 2022 15:46 Escrito por

O Tocantins já perdeu 3.985 vida para a doença desde o início da pandemia

Com Agências

 

O boletim epidemiológico divulgado nesta segunda-feira (24) trouxe a confirmação de 1.401 novos casos de Covid-19 no Tocantins, sendo 310 das últimas 24 horas, ou seja, durante o final de semana. O restante é de exames coletados em dias anteriores.

 

A doença fez mais duas vítimas fatais, ambas em Paraíso do Tocantins. O homem tinha 55 anos e sofria de doença pulmonar crônica e hipertensão arterial sistêmica. Ele foi a óbito no dia 17 de janeiro no Hospital Geral de Palmas (HRA). A outra vítima é uma mulher de 73 anos que tinha hipertensão arterial sistêmica e obesidade. Ela faleceu em 11 de janeiro no Hospital Regional da cidade.

Ao todo, 210 pessoas estão hospitalizadas com a doença, sendo 114 em leitos de UTI na rede pública e privada de saúde.

 

Mais de metade dos novos casos está na capital, onde foram 792 pessoas foram diagnosticadas com a doença. Em seguida vem Gurupi, com 168 casos, e Paraíso do Tocantins, com 100. Araguaína confirmou apenas 14 casos.

 

Com esses novos dados, o Tocantins passa a acumular 255.544 casos confirmados desde o início da pandemia. Destes 241.931 estão recuperados e há 9.628 pessoas em isolamento domiciliar ou hospitalar. Infelizmente, 3.985 pessoas foram a óbito.

 

3ª ONDA

 

Na última sexta-feira (21), a maior média móvel de casos dos últimos 7 dias foi a maior já registrada desde o início da pandemia no estado do Tocantins. Em média, foram 1.212,14 diagnósticos positivos por dia.

 

O recorde anterior havia sido registrado em março de 2021, durante a segunda onda da doença, com médica móvel de 1.124,43 casos por dia em 13/03/2021.

 

 

 

 

 

Posted On Segunda, 24 Janeiro 2022 15:38 Escrito por

Se há uma coisa que ninguém no Tocantins subestima é a capacidade de articulação política da senadora Kátia Abreu, muito menos sua força junto à atual cúpula nacional do PT e das legendas que farão parte da Federação Partidária encabeçada pelo Partido dos Trabalhadores, cujo pré-candidato à presidência da República, o ex-presidente Lula, lidera todas as pesquisas de intenção de voto.

 

Por Edson Rodrigues

 

É com essa força que Kátia Abreu busca a reeleição para o Senado, aproveitando como nunca a “máscara de oxigênio” que lhe foi oferecida pelo PT, em um momento em que se viu fragilizada em relação ao seu partido, o PP, que não fez questão nenhuma de protegê-la do “tratoraço” imposto pelo presidente Jair Bolsonaro, em relação à indicação do Senado para uma vaga vitalícia no Tribunal de Contas da União.

 

O único empecilho para que todo o planejamento de Kátia seja concretizado reside na figura de Paulo Mourão, que já havia se lançado pré-candidato ao governo pelo PT do Tocantins e, em entrevista concedida à jornalista Maju Cotrim, deixou claro que sua intenção é “fritar” Kátia em óleo fervente se, por acaso, ela for “enfiada goela abaixo” do Diretório estadual do PT.

 

“INTERVENÇÃO BRANCA” NO PT TOCANTINENSE

Pelas últimas movimentações da senadora Kátia Abreu e pelo conteúdo das matérias veiculadas por diversos meios de comunicação, apontando como certo o não lançamento de uma candidatura a senador na chapa que tem Paulo Mourão como pré-candidato a governador, com a direção nacional do PT indicando uma recomendação para que se apóie a candidatura à reeleição de Kátia Abreu, somando-se à entrega do comando do palanque presidencial de Lula no Tocantins à mesma Kátia, ao silêncio da direção estadual do PT e de Paulo Mourão, a sensação clara é de “intervenção branca” no diretório estadual do Partido dos Trabalhadores, faltando, apenas, um comunicado oficial, o que torna Paulo Mourão um candidato de si mesmo, uma vez que, tudo indica, não terá seu próprio partido apoiando suas pretensões eleitorais.

 

Irajá Abreu passa a ser o “zap” na manga de Kátia que, caso tenha confirmada a rejeição pela maioria dos deputados estaduais da base política de Wanderlei Barbosa. O primeiro passo seria a filiação de Wanderlei ao PSD e construir um palanque duplo para o ex-presidente Lula no Tocantins, passando a receber pedidos de voto para senadora dos dois lados.

 

Resta saber se Paulo Mourão irá aceitar tudo calado ou implodir, do seu jeito, a penetração dos tentáculos de Kátia nas entranhas do PT tocantinense.

 

EDSON TABOCÃO SERÁ VICE, COM WANDERLEI OU COM IRAJÁ

Empresário Edson Tabocão com Irajá Abreu

 

Outro fato detectado pelo Observatório Político de O Paralelo 13 é que, em qualquer das composições que seja feita para que ela se candidate à reeleição, seja com Wanderlei Barbosa como candidato a governador, seja com Irajá Abreu, em uma chapa “puro sangue”, o vice governador será o empresário Edson Tabocão.

 

Tabocão é um empresário bem-sucedido com laços umbilicais com a Região Norte do Estado, em especial com o Bico do Papagaio. Muito querido pela população, pelo empresariado e por setores religiosos, ele sempre manteve laços de amizade e atividade discreta no meio político, com bom trânsito junto à maioria dos deputados estaduais.

 

Desde o ano passado, convencido por Kátia e Irajá Abreu, Edson Tabocão vem demonstrando que, desta vez, vai para o embate, na disputa por um cargo majoritário, e vem participando ativamente de reuniões e encontros políticos, sempre acompanhado pelos dois senadores.

 

GOVERNADOR WANDERLEI BARBOSA

Um governador genuinamente tocantinense, filho da Capital da Cultura do Estado, Porto Nacional, com pouco mais de 90 dias de gestão, Wanderlei Barbosa vem surpreendendo os cidadãos com uma ótima desenvoltura, fazendo um governo de coalizão, mantendo excelente relacionamento com os três senadores, com os oito deputados federais e com sua base política, na Assembleia Legislativa.

 

Não é segredo para ninguém que os deputados estaduais que dão sustentação política à Wanderlei Barbosa não têm a mínima afinidade política com Kátia Abreu que, munida de pesquisas de intenção de voto, mantém-se imóvel ante a esse mal estar com os parlamentares estaduais, ao mesmo tempo que permanece alimentando a aproximação com Wanderlei Barbosa, com um olho no peixe e outro no pescador, sabedora que é de que não basta ter o palanque junto com o governador, sendo que os “soldados”, os deputados estaduais, não darão a devida “cobertura” à sua candidatura, sem pedir um voto sequer em seu favor nem no Horário Gratuito de Rádio e TV, muito menos nos santinhos.

 

Já esses deputados estaduais terão que estar atentos aos vetos impostos pela Legislação Eleitoral em relação à Federação Partidária, para não cometer nenhum deslize que coloque em risco suas próprias candidaturas junto ao Ministério Público Eleitoral.

 

A HORA DA ONÇA BEBER ÁGUA

Com o fim das férias Legislativas, voltando de visitas às suas bases eleitorais, os deputados estaduais que fazem parte da base de apoio ao governo de Wanderlei Barbosa estarão em posse das informações necessárias para municiar o governador a respeito das alianças que precisará fazer para tentar a reeleição, que serão repassadas “olho no olho”.

 

Segundo informações obtidas pelo Observatório Político de O Paralelo 13, não haverá sequer clima para uma convivência protocolar, muito menos harmônica e política com Kátia Abreu.  Baseado nesse quadro de total desconforto, os analistas políticos consultados pelO Paralelo 13 foram taxativos de que a maior probabilidade de toda essa movimentação da senadora resulte que, no fim, seu candidato ao governo seja seu próprio filho, senador Irajá Abreu, que tem uma rejeição próxima a zero, e que o palanque a ser freqüentado por Lula, no Tocantins, será o palanque de Kátia e Irajá.

 

Até as Convenções Partidárias, em julho, as duas candidaturas a governador, de Wanderlei e de Irajá, estarão sendo medidas e, segundo os analistas políticos, com rodadas feitas por empresas nacionais e regionais, os caciques decidirão qual das duas terá condições de ir para o segundo turno, pesando, também, o número de deputados federais que cada chaa poderá fazer.

 

Logo, segundo os analistas ouvidos pó O Paralelo 13, a maior probabilidade é de que Irajá seja o real candidato ao governo de Kátia Abreu e de Lula, para criar chances maiores da senadora se reeleger para mais oito anos de mandato.

 

Posted On Segunda, 24 Janeiro 2022 06:45 Escrito por

Ao chegar à presidência da câmara municipal de Palmas, a vereadora Janad Valcari deu uma nova visibilidade política ao Parlamento municipal e mostrou a importância da participação da mulher na política.

 

Por Edson Rodrigues 

 

Com seu jeito peculiar de administrar promoveu um ar de liberdade ao poder legislativo, trabalho que lhe rendeu grande visibilidade política a nível de estado. No entanto, o observatório político de O Paralelo13 já sabe que Janad Valcari está com os dois pés fora do Podemos e busca um novo ninho que lhe dê segurança política de alçar novos voos.

 

Janad Valcari vem desenvolvendo articulações políticas nas regiões sudeste, sul e nas cidades circunvizinhas à capital Palmas, preparando terreno para uma provável disputa ao cargo de deputada federal já nas próximas eleições de 2 de outubro de 2022. Para isso, a presidente do parlamento palmense já conta com importantes apoios políticos de lideranças, prefeitos e vereadores o que lhe dá condições de ser uma candidata competitiva.

 

Diante o cenário, só tem um pequeno problema que distancia a pré-candidata em sua jornada futura, o partido em que ela é filiada: Podemos. A sigla possui espaço mínimo no horário eleitoral gratuito de rádio e televisão, poucos recursos no fundo eleitoral e não possui nomes de líderes em nenhuma região geográfica no Tocantins, fato que pode naufragar uma possível candidatura da atuante vereadora palmense.

 

Janad Valcari sabe que o partido se empacou. Não cresceu e não tem nomes competitivos para conseguirem eleger um ou dois deputados federais, muito menos condições de eleger três ou quatro deputados estaduais. Por isso, aliados da parlamentar municipal, em conversa com o observatório político de O Paralelo13, no Tocantins, acreditam que ela tem potencial para se eleger deputada federal, mas precisa pousar em outra legenda com infraestrutura partidária muito melhor que o Podemos.

 

A mesma fonte assegurou que a presidente da câmara municipal de Palmas estuda quatro convites de outras siglas partidárias para se filiar e se candidatar a deputada federal, sem risco de ser derrotada. Para isso, Janad está articulando, ouvindo sua base política, sempre embasada na seriedade com o bem público. A pré-candidata a deputada federal, no momento oportuno, comunicará sua decisão política partidária, com vistas à sucessão estadual.

Posted On Segunda, 24 Janeiro 2022 06:35 Escrito por

Quase duas mil pessoas foram testadas no evento em parceria com o Ministério da Saúde e a Prefeitura de Palmas

 

Por Aldenes Lima

 

“Gostei muito da ideia deste evento hoje, pois tive contato com uma pessoa positiva para Covid-19, convivo com pessoas do grupo de risco e teria que ficar até segunda-feira com dúvidas sobre estar positiva ou não. Estou apenas com dores na garganta, mas já tive Covid em 2021, felizmente com sintomas leves”. A declaração é da estagiária Maria Gabriela Cirqueira, que aproveitou o evento de mega testagem e vacinação, promovido pelo Ministério da Saúde (MS), com engajamento do Governo do Estado e Prefeitura Municipal de Palmas, realizado neste sábado, 22, em Palmas.

 

A servidora pública Laryssa Martins compareceu ao evento, para atualizar o cartão de vacina. “Estou grávida de 5 meses e já estou no prazo para tomar o reforço. Quando soube do evento no sábado, aproveitei. Sei da importância da vacinação, principalmente nesta fase de aumento de casos, inclusive meu esposo testou positivo para Covid-19 e felizmente não peguei e ele teve apenas sintomas leves”, afirmou.

 

Em participação simultânea para os setes estados da Região Norte do País, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga declarou que “sabemos do impacto do vírus na saúde de cada um de nós, mas hoje estamos mais fortes, com capacidade de resposta mais rápida para atender os casos graves da doença. Isso é graças ao Sistema Único de Saúde que foi fortalecido e tem contribuído para a redução expressiva da redução de óbitos”, disse o ministro.

 

Queiroga ainda destacou a importância das vacinas. “A vacinação conta na redução de óbitos, por isso temos realizado compras de imunizantes hoje estamos com 80% da população acima de 12 anos imunizada de alguma forma. Peço a colaboração de todos que nos ouvem agora, para irem se vacinar ou incentivar alguém que conheça para completar o esquema vacinal até o reforço, pois esta é a melhor forma de evitar a forma grave da doença”, pontuou.

 

Representando o governador do Tocantins, Wanderlei Barbosa e o secretário de Estado da Saúde, Afonso Piva, a superintendente de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado da Saúde (SES-TO), Perciliana Bezerra afirmou que “esta testagem em massa realizada hoje é de suma importância para controle da doença, com o isolamento dos pacientes positivos e o mapeamento dos seus contatos. Além disso, como o próprio ministro falou, a promoção da vacinação nos ajuda a evitar as formas graves da doença e consequentemente as mortes”, frisou.

 

O evento contou com a participação de representantes do MS, Governo do Tocantins, Prefeitura de Palmas, Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Tocantins (COSEMS-TO) e Conselho Regional de Medicina (CRM).

 

Dados

 

Evento - ao todo foram disponibilizados 1.800 testes com resultados em até 15 minutos e os pacientes positivos já recebiam atendimento médico imediato para as providências de medicação e atestados. Além disso, 10 mil doses de imunizantes estavam ao alcance da população que compareceu ao evento que durou das 9h às 15h.

 

Vacinação – dados do Vacinômetro do Tocantins apontam que já foram aplicadas em todo o Estado, 2.077.684 doses de imunizantes contra a Covid-19. Um levantamento do Centro de Informações e Decisões Estratégicas em Saúde (Integra Saúde), da SES-TO, atesta que 252.788 tocantinenses não retornaram aos postos de saúde para completar o ciclo vacinal contra a doença.

 

Casos – o Boletim Epidemiológico da Covid-19, divulgado neste sábado, 22, pela SES-TO, mostra que atualmente, o Tocantins contabiliza 794.423 pessoas notificadas com a Covid-19 e acumula 254.144 casos confirmados. Destes 240.476 estão recuperados, 9.685 pacientes seguem em isolamento domiciliar ou hospitalar e 3.983 foram a óbito.

 

 

Posted On Segunda, 24 Janeiro 2022 06:31 Escrito por
Página 1 de 599

Pesquisa

Última edição

o-paralelo-13-edicao-505.jpg

Boletim de notícias

Boletim de notícias

Colunistas

 

Últimas notícias