WANDERLEI BARBOSA INTNSIFICA VIAGENS AO INTERIOR

Aproveitando todas as oportunidades de ficar mais próximo das lideranças e dos cidadãos do interior do Tocantins.

Barbosa está há dias circulando na Região do Bico do Papagaio acompanhando as equipes de mitigação dos impactos das enchentes, participando pessoalmente dos trabalhos e, sempre que há oportunidade, dando ordens de serviço para a recuperação de estradas vicinais, obras emergenciais e tudo o que possa diminuir o sofrimento dos quase 3 mil atingidos pelas conseqüências das cheias do Rio Tocantins.

 

FEDERAÇÃO PARTIDÁRIA PODE SER ESTENDIDA PARA MAIO

Os interessados no alongamento do prazo para a formação das Federações Partidárias para as eleições de outubro próximo são, exatamente, os partidos que têm encontrado obstáculos nos estados em relação às negociações das cúpulas nacionais.

Eles querem esse tempo a mais para tentar destravar essas desavenças ou dar um ultimato aos descontentes para que deixem os partidos.

 

LUTO NA FAMÍLIA PRESIDENCIAL

O presidente Jair Bolsonaro cancelou sua agenda no exterior após a morte de sua mãe, Olinda Bonturi Bolsonaro, e está voltando ao Brasil. O chefe do Executivo estava no Suriname e seguiria nesta sexta-feira, 21, para a Guiana. A previsão é que Bolsonaro chegue a São Paulo no início da tarde, por volta de 13h (pelo horário de Brasília). Da capital paulista, seguirá até a cidade de Eldorado, no interior do Estado, onde a mãe vivia, para acompanhar o velório e o enterro.

Dona Olinda morreu na madrugada desta sexta-feira, aos 94 anos. Ela estava internada em um hospital de Registro, no interior de São Paulo, desde a segunda-feira, 17. A causa da morte não foi informada.

 

MAIA VAI COORDENAR CAMPANHA DE DÓRIA

O ex-presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia coordenará o programa de governo da campanha à Presidência da República do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), na eleição deste ano, informou a pré-campanha tucana em nota.

Deputado federal licenciado pelo Rio de Janeiro e sem filiação partidária desde que foi expulso do DEM em junho do ano passado após troca de farpas pública com o presidente da legenda ACM Neto, Maia comanda atualmente a Secretaria de Projetos e Ações Estratégicas do governo Doria em São Paulo.

 

CIRO LANÇA, OFICIALMENTE, CANDIDATURA A PRESIDENTE

Após contornar resistências no próprio partido, o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) lançou, ainda sob desconfiança interna, sua pré-candidatura ao Palácio do Planalto. Após reunião com a Executiva na segunda-feira, parte do PDT unificou o discurso de apoio ao nome de Ciro e tem dito que a convenção afastará rumores de isolamento do pedetista. Uma ala, no entanto, insiste em defender que a legenda não tenha candidato próprio e use o dinheiro do fundo eleitoral para investir no aumento das cadeiras na Câmara.

No cerne da resistência a um palanque próprio, além da divisão do fundo eleitoral, está o fim das coligações nas eleições proporcionais, o que, na avaliação de parlamentares da sigla, abre espaço para a busca por uma federação partidária, como a proposta pelo PT. O presidenciável, por sua vez, resiste.

 

DAMARES SE CANDIDATARÁ AO SENDO POR SÃO PAULO

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou que não vai "queimar a largada" com o anúncio de quem será candidato a vice em sua chapa na eleição deste ano. Bolsonaro disse que divulgar o nome antes só dá "confusão". Na tentativa de desviar do assunto, o presidente contou que a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, pode ser candidata ao Senado por São Paulo.

"Logicamente, tenho um vice, que é do coração e da razão também, que a gente vai anunciar na hora certa. Anunciando agora é só complicação, confusão", disse Bolsonaro, em entrevista à rádio Jovem Pan. "E aqueles que porventura acham que podem ser eles, graças a Deus temos um leque bastante grande de pessoas interessadas nesse serviço, então nós não podemos queimar a largada", completou.

 

ALAS DO MDB E DO PSDB QUEREM DÓRIA E TEBET JUNTOS

As pré-candidaturas ao Palácio do Planalto do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), e da senadora Simone Tebet (MDB-MS) têm enfrentado pressões de alas dos dois partidos para que se unam em uma candidatura única ou deixem a disputa. Com desempenho considerado fraco nas pesquisas de intenção de voto até agora — Tebet tem 1% e Doria tem 2%, de acordo com levantamento do Ipec —, os dois chegaram a conversar no mês passado, mas ainda não há uma definição sobre eventual aliança.

O ex-presidente Michel Temer (MDB) é um dos que tentam atrair Doria para a campanha da correligionária. Em dezembro, ele esteve com o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), que perdeu para o paulista a indicação nas prévias presidenciais.

 

CURADO, MORO VOLTA À PRÉ-CAMPANHA

O ex-juiz e ex-ministro Sérgio Moro (Podemos) confirmou, via redes sociais, que testou negativo para covid-19. Apesar do resultado, o pré-candidato para Presidência da República afirmou que, por cautela, seguirá o isolamento, e que retornará só na segunda-feira à campanha em eventos presenciais.

"Testei negativo para covid, então o vírus foi superado sem maiores problemas graças às vacinas", publicou no Twitter. "Seguirei por cautela no protocolo de isolamento e retomo os compromissos presenciais na segunda-feira com o Flow Podcast".

Mesmo tendo testado positivo para covid, o ministro não deixou de conceder entrevistas de forma remota durante toda a semana, quando tentou antagonizar tanto com o presidente Jair Bolsonaro (PL) quanto com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que encabeçam as pesquisas eleitorais para as eleições deste ano.

 

BARROSO NEGA “PASSAPORT COVID” PARA VOTAÇÃO

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, se manifestou a respeito de notícias falsas que circulam nas redes sociais sobre a exigência de apresentação do chamado "passaporte da vacina" por parte dos eleitores para que seja possível votar no pleito deste ano. Em nota, o ministro disse que o boato "simplesmente não tem qualquer fundamento".

No texto divulgado pelo TSE, Barroso explica que o colegiado ainda não se reuniu para definir o protocolo sanitário que será adotado nas eleições deste ano. O presidente da Corte eleitoral enfatiza que, "na ocasião própria, com a consultoria de especialistas, como foi feito em 2020, serão tomadas as medidas sanitárias que vierem a ser recomendadas".

 

Posted On Sexta, 21 Janeiro 2022 16:01 Escrito por

 

TURBULÊNCIAS IMPEDEM QUALQUER PREVISÃO DO FUTURO

 

A chegada da Federação Partidária criou um grande empecilho para as eleições estaduais, principalmente aonde o PT já tem candidato a governador, como é o caso do Tocantins.

A Federação impõe que os diretórios estaduais sigam o decidido pela cúpula nacional das legendas.

O PL, por exemplo, também já tem Jair Bolsonaro como candidato a presidente da República e ele busca para sai a prerrogativa de indicar os candidatos ao Senado pela Federação que será composta pelo PL.

Ou seja, muita gente vai se ver obrigada a mudar ou de partido ou de ideologia política, no Tocantins, até o dia dois de abril.

Até lá, fervura máxima nos bastidores.

 

 

TROCA-TROCA DE PARTIDOS POLITICOS É PROXIMO PASSO

 

Os candidatos a um mandato nas eleições de outubro próximo têm até o dia dois de abril para se filiarem a um partido, dentro da “janela” política que permite a movimentação sem a perda do mandato.

A previsão, na Assembleia Legislativa, é de que, no mínimo, cinco deputados estaduais vão mudar de legenda em busca de agremiações que mais se adequarem às suas proposituras.

 

 

ASSESSORIA PROFISSIONAL PARA NÃO FICAR CHUPANDO O DEDO

 

Os pré-candidatos a um mandato eletivo em outubro próximo, para ter alguma chance de êxito na campanha e não correr o risco de ver suas vitórias sendo derrubadas pela Justiça Eleitoral, devem contratar um assessor jurídico com bastante experiência – e que existem em pequeno número por estas bandas.

Será precisa muita orientação e muita experiência para que não se cometam crimes eleitorais bobos, como campanhas antecipadas, uso de redes sociais e outros tipos de ações corriqueiras, que podem acabar produzindo provas contra o próprio pré-candidato que, antes mesmo da eleição em si, na hora de registrar sua candidatura pode tê-la negada pelo Ministério Público Eleitoral, por aquela virgulazinha que faltou em algum lugar.

Não se pode esquecer, também, de uma ótima assessoria de imprensa e de um bom profissional de marketing.

 

TRÍADE PROFISSIONAL INDISPENSÁVEL EM UMA CAMPANHA

 

As assessorias jurídica, contábil e de comunicação formam o eixo central de equilíbrio de qualquer campanha eleitoral.

Todos os que pretendem estar como candidatos em outubro precisarão desses profissionais a seu lado, pois serão eles que darão as orientações corretas sobre o que pode e o que não pode ser feito em uma campanha.

Vale ressaltar que esses profissionais já estão por dentro de todas as mudanças feitas na legislação eleitoral, que deixou muitas entrelinhas para serem entendidas, principalmente as dúvidas em relação às Federações Partidárias.

Lembrem-se que os adversários estarão ligados para flagrar qualquer deslize e eliminar seus concorrentes no tapetão, em tempos de votos tão analíticos e desconfiados.

Fica a dica!

 

BOLSONARO JÁ ESCOLHEU NOVOS MINISTROS

 

O presidente Jair Bolsonaro confirmou ontem que 12 ministros deverão deixar seu governo para concorrer e que já está "praticamente acertado" quem os substituirá. De acordo com o presidente, os ministros deverão deixar o cargo até o final de março.

Segundo Bolsonaro, cada ministro produziu um relatório do trabalho de cada pasta nos últimos três anos. A declaração foi dada à "Sidys TV". A desincompatibilizaçao do cargo, de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, deve ocorrer seis meses antes das eleições: neste ano, até 2 de abril.

— Cada ministro já fez um relatório do que foi feito nos últimos três anos. Nós vamos continuar trabalhando sem parar. No final de março, devemos ter 12 ministros que vão concorrer a cargos eletivos pelo Brasil e já está praticamente acertado quem os substituirá. E continuarão mantendo o mesmo ritmo — disse Bolsonaro na entrevista.

 

VALDEMAR VAI INDICAR MARQUETEIRO DE BOLSONARO

 

Após reunião realizada ontem no Palácio do Planalto, o presidente do PL, Valdemar Costa Neto, ficou responsável por indicar o marqueteiro que cuidará da campanha à reeleição de Jair Bolsonaro.

A informação foi divulgada pelo jornal O Globo e confirmada por O Antagonista.

Além de Valdemar e Bolsonaro, participaram do encontro os ministros da Casa Civil, Ciro Nogueira (PL-PI); das Comunicações, Fábio Faria (PSD-RN), e o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ), filho do presidente da República.

Durante o encontro, que foi acompanhado por advogados em direito eleitoral, Bolsonaro recebeu algumas recomendações sobre condutas vedadas este ano. Além disso, o núcleo duro da campanha tentou convencer o presidente de que ele precisa voltar a dialogar com a sua base de apoio antipetista, que foi determinante para a sua eleição em 2018.

O PL deve calcar a campanha presidencial no risco de colapso econômico, caso o PT volte ao poder.

 

TEMER DEFENDE DILMA NA CAMPANHA DE LULA

 

O ex-presidente Michel Temer disse que "não há razão" para o PT esconder Dilma Rousseff da campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Palácio do Planalto. "É um equívoco ignorar, porque ela tem presença, e tem uma presença também nacional, acho que pode ser utilizada", disse em entrevista ao podcast Descomplica, Kelly! publicado ontem.

Temer minimizou especulações de opositores sobre uma suposta tentativa do PT de afastar de Lula a imagem da ex-presidente, defendeu que Dilma "tem seus adeptos" e que, por isso, "pode colaborar com a campanha".

 

DISPUTAS REGIONAIS TRAVAM FEDERAÇÕES PARTIDÁRIAS

 

Com dois meses e meio até o prazo final para o registro no Tribunal Superior Eleitoral, partidos ainda patinam no debate sobre as federações, uma das principais novidades das eleições deste ano. Diferenças regionais, como disputas para indicar candidatos a governador e divergência sobre apoio na corrida presidencial se tornaram obstáculos para que as alianças sejam fechadas tanto entre legendas de esquerda quanto de centro.

Um dos casos que está "travado" é a eventual aliança entre PT e PSB, que ainda discutem quem terá o direito de indicar o candidato ao governo de São Paulo, Pernambuco e mais quatro Estados. As discordâncias também acontecem em outros grupos que querem se aliar, como PSDB e Cidadania, e até entre membros do mesmo partido, caso do PV.

 

EXPLICANDO AS FEDERAÇÕES

 

Diferentemente das coligações - proibidas nas eleições proporcionais já em 2020 -, as federações vão muito além da disputa eleitoral: criam uma "fusão" temporária entre as siglas envolvidas, que precisam permanecer unidas por pelo menos quatro anos. De acordo com o calendário do TSE, partidos e federações que tenham o desejo de participar das eleições de 2022 precisam estar registrados até 2 de abril deste ano, seis meses antes do primeiro turno da eleição presidencial. O apoio às candidaturas ao Planalto, contudo, tem mais tempo para ser discutido, até 15 de agosto.

 

SISU E PROUNI ABREM INSCRIÇÕES EM FEVEREIRO, FIES EM MARÇO

 

O Ministério da Educação (MEC) divulgou hoje (18) o calendário de inscrições para os processos seletivos de ingresso ao ensino superior. Os estudantes que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) já podem se organizar para concorrer às vagas. A previsão é que os editais dos três processos seletivos sejam publicados no Diário Oficial da União ainda nesta semana.

As inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) poderão ser feitas do dia 15 ao dia 18 de fevereiro. Já o prazo de inscrição para o Programa Universidade para Todos (Prouni) será de 22 a 25 de fevereiro. E, no início de março, do dia 8 ao dia 11, poderão se inscrever os candidatos ao Fundo de Financiamento Estudantil (FIES), que este ano oferta 110.925 vagas.

O número de vagas disponíveis no Sisu e no Prouni será divulgado em breve, assim como os três editais contendo os cronogramas completos e todos os critérios dos processos seletivos de 2022.

As inscrições são gratuitas e devem ser feitas, exclusivamente, pela internet. A classificação é feita com base na nota obtida na edição mais recente do Enem. Pode concorrer às vagas do Fies quem fez qualquer uma das edições do Enem a partir de 2010.

 

Posted On Quarta, 19 Janeiro 2022 09:05 Escrito por

                         

Alckmin pode ter aposentado

 

Uma entrevista do presidente do Partido Social Democrático (PSD), Gilberto Kassab, ao Correio Brasiliense, compartilhada pelo jornal O Paralelo13, neste último domingo, 16, (https://www.oparalelo13.com.br/component/k2/nao-ha-espaco-para-alckmin-ser-vice-de-lula-pelo-psd-diz-kassab#.YeQcAgDt8vo.whatsapp) deixou, ‘entre linhas’, um ressentimento de Kassab com a forma que o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, desistiu de ser candidato a governador. Pelo visto Alckmin aposentou.

 A respeito do cargo de candidato a vice de Lula, tem muita água a passar por debaixo da ponte e um Kassab para pôr área.

 

 Grande baixa no MDB do Bico

Nesta última semana, o MDB ligado ao ex-governador Marcelo Miranda perdeu para o Republicanos um dos mais fortes líderes do MDB da região de Bico do Papagaio, o ex-prefeito de Itaguatins, Claudio Santana. Toda a articulação foi feita pelo secretário-executivo do Partido, Jailton Bezerra, que conseguiu a filiação do ex-prefeito, que deve disputar uma candidatura a deputado federal pela legenda. Uma articulação implacável do secretário-executivo que deve anunciar outras conquistas na região Norte do Estado, nos próximos 40 dias.

Pelas mobilizações, o Republicano quer dar oportunidade para que as bases possam disputarem uma candidatura a deputado federal e/ou estadual, uma forma de oxigenação e renovação das fileiras partidárias.

 

 O cenário sucessório pode mudar as configurações

 

O quadro político no tabuleiro sucessório pode sofrer mudanças nos posicionamentos das pedras, pela ocasião dos registros das candidaturas majoritárias de governo e senado. Já nos próximos meses de fevereiro e março novas configurações partidárias virão e poderão dar novas formações às colchas de retalhos das chapas que serão registradas em convenções partidárias. Aguardem! grandes surpresas estão por vir.

 

Governador Wanderlei Barbosa em Porto Nacional

O governador portuense Wanderlei Barbosa estará em Porto Nacional, nesta próxima terça-feira, 18, ocasião em que fará assinatura das ordens de serviços para pavimentação asfálticas das principais avenidas e ruas do Parque Industrial do município, localizado entre Porto Nacional e Palmas, além de outras obras como reforma de prédios públicos e entrega de escrituras.

 O governador estará acompanhado do presidente da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Toinho Andrade e demais deputados que representam Porto Nacional e cidades vizinhas.

A família portuense esquecida por vários governantes aplaude a iniciativa do conterrâneo governador Wanderlei Barbosa.

 

Bolsonaro em Porto Nacional

                                                                                                                       

O presidente Jair Bolsonaro, segundo convites do deputado federal Vicentinho Jr., estará na capital da cultura tocantinense, Porto Nacional, no próximo dia 4 de fevereiro, para o lançamento de um programa federal de apoio esportivo à juventude tocantinense.

 

Respeito à ciência

 

Esperamos que o presidente Jair Bolsonaro respeite a ciência em território tocantinense e não promova aglomerações, use máscaras e mantenha o distanciamento social.

Não podemos nos esquecer que Porto Nacional não possui UTI’s e muitas famílias portuenses estão órfãs de vítimas da Covid-19.

Talvez, se tivéssemos um presidente que respeitasse a ciência e as orientações da OMS, a vacinação no Brasil tivesse iniciado mais cedo e muitas vidas teriam sido poupadas, dentre elas, muitas de Porto Nacional e aproximadamente quatro mil no Estado.

 

Bolsonaro entrega execução do Orçamento da União ao centrão - xeque-mate

 

A decisão do presidente Jair Bolsonaro de entregar ao Ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, coordenador político do centrão, foi uma jogada de mestre. Um xeque-mate no Centrão, já que muitos preparavam para, após abril e candidatura à reeleição de Jair Bolsonaro, levantarem voo do palácio do planalto.

 Agora, com a chave do cofre da União e com orçamento zerado, ainda virgem, Bolsonaro realmente conseguiu dar um xeque-mate no Centrão. E já prepara estratégias para pôr a campanha nas ruas com escritórios políticos em cada estado da federação.

 

PSD pode não ter candidato a presidente da república no primeiro turno

 

Lendo a entrevista do presidente nacional do PDS, dá para perceber que o partido vai agir individualmente nos estados, durante o primeiro turno, sem compromissos de federação numa tentativa de fazer uma grande bancada federal. Já no segundo turno, sabendo o seu tamanho no próximo governo, conforme o número de deputados federais eleitos - meta nº 1 do PDS e de outras dezenas de siglas partidárias -, os diretórios estaduais terão mais autonomia para fazerem pactos nos estados. Assim estamos vendo, baseados na “entrevista sabonete” concedida pelo presidente da sigla, ao Correio Brasiliense neste domingo e compartilhada pelo O Paralelo13.

 

Ficha Limpa x STF

 

A suprema corte pode alterar prazo de inelegibilidade. Está marcado para o início de fevereiro o julgamento que de uma ação que discute o prazo pelo qual um candidato é considerado inelegível pela lei da ficha limpa. A suprema corte (leia-se STF) vai decidir se a inelegibilidade pode valer para as eleições deste ano de 2022 ou não.

Especialista dizem que se o julgamento findar antes do período de registro de candidatura, que se inicia em agosto, a decisão certamente valerá para as eleições deste ano. Porém, se prosseguir até data posterior será necessário que o STF estabeleça o período para o qual serão aplicados os seus efeitos. Esperar para ver!

 

Finalizando...

 

Nos bastidores políticos, em Brasília, segundo o observatório político de O Paralelo13, o presidenciável e ex-ministro Sergio Moro, encomendou pesquisa de intensão de votos para senador. Fortes sinais de que o presidenciável está revendo sua posição política nas eleições de 02 de outubro de 2022.

 

Posted On Segunda, 17 Janeiro 2022 10:56 Escrito por

Candidatura de Moro não decola e se distancia do segundo turno

Analistas políticos asseguram que a candidatura a presidência da república do ex-juiz Sérgio Moro não decolou e chegou num teto que varia entre 8% a 10%, podendo já começar a perder força com as campanhas nos Estados, especialmente onde não possui nomes de candidatos na disputa, muito menos militância. Os mais próximos já aconselham Moro a refluir e começar uma campanha para o senado, ou câmara federal.

Principalmente depois que o ex-ministro Joaquim Barbosa descartou, aceitar ser vice na possível chapa presidencial com Moro como candidato a presidente da república por um partido nanico, sem fundo partidário, e sem horário eleitoral gratuito de rádio e televisão e, muito menos, sem bons candidatos a governador nos principais colégios eleitorais do País.

 

Freando filiações

O governadoriável Ronaldo Dimas, ex-prefeito de Araguaína, pelo visto recolheu trem de pouso sobre as filiações de lideranças políticas no inexpressível podemos, do presidenciável ex-ministro Sergio Moro. Nos bastidores políticos é dado como certo que, tanto Ronaldo Dimas como seu filho, o deputado Thiago Dimas e o deputado Pastor Eli Borges, podem estar indo para um mesmo partido: "especulações".

 

Pesquisas de intensão de votos x ministério público eleitoral e as vinculações

Todo cuidado é pouco, tanto para as empresas de pesquisas quanto para os veículos de imprensa que as publicarem. Além do registro, no TRE, a divulgação de pesquisas precisa seguir as novas regras estabelecidas pelo TSE de acordo com a lei aprovada na reforma política, no Congresso Nacional e já em vigor, do contrário, pode sofrer multa milionária, tanto para empresa de pesquisa como para o veículo ou veículos que as publicarem.

Dessa forma, todo cuidado é pouco...

 

Atenção pré-candidatos!!!

Para os que desejam se candidatar a um cargo eletivo, cuidado para não cometerem crime eleitoral. Os pré-candidatos, a qualquer cargo eletivo nas eleições deste ano, precisam estar bem orientados por uma assessoria jurídica, para não cometerem crime de antecipação de campanha e terem registro de candidatura barrado por crime cometido antes do período autorizado pela justiça eleitoral. Vale ficarem atentos à distribuição de qualquer doação de material, dinheiro e/ou campanhas explícitas em veículos e meios de comunicação, inclusive, redes sociais.

 

Caixão e vela preta

Recado aos ex-prefeitos com pendências na justiça, seja no Tribunal de Contas do Estado (TCE), seja no Tribunal de Justiça (TJ). Cuidem-se!

Resolvam suas pendencias para não terem problemas na hora do registro de suas candidaturas no Tribunal Regional Eleitora (TRE). As várias certidões positivas exigidas pelo Tribunal não vão facilitar a vida de ninguém. Lembrando que muitos destes pré-candidatos, especialmente os ex-prefeitos têm pendências nas suas prestações de contas junto ao TER e outras instituições jurídicas. Candidatar por meio de uma liminar é “caixão e vela preta”. As redes sociais, a imprensa, os adversários e o Ministério Público estarão todos de plantão e o eleitor ligado nas notícias.

 

Aliados de Mauro Carlesse classificam como Fake News história de renúncia

Em conversa com aliados fiéis ao governador Mauro Carlesse, ficou claro que eles consideram Fake News a história que ronda os bastidores da política, em Palmas, sobre sua renúncia ao cargo de governador para se candidatar a deputado federal. Lembram que não existe nenhuma condenação contra Carlesse, o que existe são algumas investigações e denúncias infundadas do Ministério Público. Para eles, iguais às feitas contra Lula e, da mesma forma que o supremo derrubou todas as denúncias contra o Lula, o Carlesse terá  o mesmo veredito, pela Suprema Corte e são taxativos: "vem novidades nos próximos dias, via STF”.

 

Compromisso com o leitor e com a comunidade

O compromisso de O Paralelo13 com seus colaboradores, leitores e com a comunidade, será de fazer uma cobertura de todos os fatos políticos referente à sucessão estadual de 2022, mostrando os bastidores, se possível, em tempo real. Inclusive, mostrando aqui todos os candidatos com condenações por improbidades administrativas, os que estão sendo investigados, os que são réus em processos por Atos não republicanos, por corrupção e também os candidatos com registro de candidaturas asseguradas por meio de liminar. O Paralelo13 estará de plantão, cumprindo seu papel e seu dever de informar e combater os candidatos corruptos de continuarem na vida pública. Assim nós, equipe O paralelo13, prometemos.

 

Visita ilustre ao Padre Juraci Cavalcante Barbosa

Na manhã deste sábado, 08, acompanhado do amigo Wilson Neves, estivemos no seminário da igreja matriz de Nossa Senhora das Mercês, para fazermos uma visita ao amigo Padre Juraci e pedir suas bênçãos - para nós e para nossos familiares. O momento foi precioso e nos permitiu um ótimo bate papo. O Padre revelou estar rezando para as famílias impactadas pelas chuvas em todo o Brasil, especialmente nos estados do Tocantins, Bahia e Minas Gerais.

Chorou ao lembrar da perca do seu segundo pai, o saudoso Padre Jacinto, um amigo da família portuense que deixou muita saudade a todos nós que tivemos a felicidade de conhecer, conviver e ser seu amigo...

Saudade!!

 

Primeiro organiza a casa, depois pensa em política

O governador Wanderlei Barbosa, assim que deixar tudo organizado, referente à assistência aos impactados pelas as enchentes e dar início à recuperação das estradas, deve-se reunir com os principais líderes políticos e os dirigentes de siglas partidárias, além do grupo de deputados estaduais, para traçar a formação do grupo do qual fará parte de sua base política partidária e que lhe emprestará apoio para sua candidatura à reeleição para o cargo de governador. Também deve se decidir, em qual sigla se filiará até a data do dia 2 de abril, última data para estar filiado e poder concorrer nas eleições deste ano de 2022, que ocorre no dia 02 de outubro.

 

Wanderlei em Porto Nacional

O governador Wanderlei Barbosa estará em Porto Nacional no próximo dia 18 de janeiro, acompanhado dos deputados estaduais da capital da cultura tocantinense. Na oportunidade assinará Ordens de Serviços para pavimentação das principais vias que dão acesso às empresas já instaladas no Parque Industrial de Porto Nacional. Vários outros gestores já prometeram tais melhorias e não conseguiram realizar, mas o portuense, governador Wanderlei Barbosa, está honrando com os empresários e com a população tocantinense.

 

Governador compromete em recuperar rodovias no estado

 

Circula nas redes sociais um vídeo onde o governador aparece em um trecho de rodovia totalmente cheia de buracos. No vídeo, o governador interino Wanderlei Barbosa, se compromete em arrancar tudo e fazer novo asfalto, tão logo o período chuvoso passe. 

 

Tocantins movimentado

A campanha sucessória de 2022 será realizada num cenário com nova onda da covid-19, novas cepas, mortes, o povo passando fome e muitas e muitas operações da Polícia Federal (PF) e Ministério Público Federal (MPF) em território tocantinense. Tem ainda a Polícia Civil (PC) voltando às operações de combate à corrupção e as perguntas que não se calam: “será que Carlesse volta?”, “será se vai dar alguma coisa este processo de impeachment?”.

 

Tudo isso e muito mais pode acontecer neste primeiro semestre de 2022, para movimentar ainda mais o cenário político do Tocantins.

 

O candidato a presidente preferido de Joaquim Barbosa até agora

Ex-ministro do STF Joaquim Barbosa disse a aliados não ter novamente interesse em ser candidato a presidente em 2022, Joaquim Barbosa foi ministro do STF de 2003 até 2014, quando se aposentou. Embora diga a aliados não ter novamente interesse em ser candidato à Presidência da República em 2022, o ex-ministro do STF Joaquim Barbosa tem feito análises do cenário eleitoral nos bastidores.

Em conversas com aliados nas últimas semanas, Barbosa fez um diagnóstico dos nomes que se apresentaram até agora como pré-candidatos ao Palácio do Planalto na disputa de outubro.

Segundo pessoas próximas, o ex-ministro, que foi relator do processo do mensalão do PT no Supremo, não acredita que a vitória do ex-presidente Lula esteja tão dada assim, como mostram as pesquisas.

Barbosa diz até gostar do ex-governador Geraldo Alckmin, nome mais cotado para ser vice de Lula. Mas avalia que, quando a campanha começar de fato, o petista será bastante atacado por opositores.

Aliados dizem que também sobram críticas do ex-ministro do STF ao presidente Jair Bolsonaro (PL) e ao ex-juiz Sergio Moro (Podemos), algumas delas já noticiadas pela coluna.

Até o momento, aliados dizem que um dos poucos que se salvam na lista de Barbosa é Ciro Gomes. O presidenciável do PDT é considerado um “bom candidato” pelo ex-ministro do Supremo.

 

Posted On Segunda, 10 Janeiro 2022 12:57 Escrito por

Gestão Wanderlei Barbosa x Representação Política em Brasília

O governador Wanderlei Barbosa (sem partido), precisa urgente recriar a Secretaria de Representação Política, em Brasília. Com autonomia para acompanhar e articular politicamente a Pasta será fundamental tanto nas articulações, quanto contribuirá para sua gestão como um todo, desenvolvendo ações em defesa do seu Governo. É importante lembrar que a partir de abril o clima político entre Palácio Araguaia e Bancada Federal será outro, devido a sucessão estadual, onde cada qual para si e Deus para todos. Os palanques serão de Oposição e governista, um processo democrático em busca do poder.

 

Isso era para ontem....

 

Reforma política no Governo é pra já

Independente de quantos meses será sua gestão ou se ela segue até dezembro de 2022, o governador interino Wanderlei Barbosa precisa fazer um ajuste no Palácio Araguaia. As secretarias de Turismo e Cultura, precisam ser criadas e para ocupá-las é importante que Wanderlei designe aliados que reforçam sua base política. 

 

Wanderlei deve anunciar nestes próximos dias, algumas mudanças visando oxigenar sua gestão, assim como para reforçar sua base. Segundo fontes, Gurupi será contemplada como forma de prestigiar a Região Sul. Já na Região do Bico virá mais um nome a fazer parte da equipe de auxiliares na gestão Wanderlei Barbosa.

 

Que comece a dança das cadeiras!

 

Aliados de Mauro Carlesse acreditam em seu retorno

Os aliados do governador Mauro Carlesse estão adotando uma nova estratégia. O silêncio! Mas tal postura passa a preocupar aliados do governador Wanderlei Barbosa e o sinal de alerta deixa um suspense. Mauro Carlesse volta?

 

Só o tempo dirá...

 

Jogo político diabólico do Lula

O ex-governador Geraldo Alckmin, pode ter caído na jogada diabólica do presidenciável Luiz Inácio Lula da Silva, que declarou publicamente querer o líder das pesquisas de votos para governador de São Paulo como seu candidato à vice-presidência. Alckmin deixou o PSDB, que tem como candidato o governador de São Paulo, João Dória.

 

Mas após desfiliar-se do PSDB e dar sinal de filiar no PSB, para ser o vice de Lula tudo indica que após as festas de Natal e ano novo, as conversas com o PT esfriaram tanto com Geraldo Alckimin quanto com a direção do PSB.

 

Fora do PSDB e sem partido definido para filiar-se, o experiente ex-governador Geraldo Alckmin pode ter caído no conto do vigário.

 

Gurupi: Jonas Barros para deputado estadual

O ex-vereador por dois mandatos e presidente da Câmara de Vereadores de Gurupi, Jonas Barros (sem partido), tem seu nome muito bem avaliado como um possível candidato a deputado estadual nas próximas eleições. No momento, o nobre ex-presidente da Câmara compõe a gestão da prefeita Josi Nunes. A possível candidatura de Jonas Barros foi antecipada por um dos possíveis pré-candidatos a governador nas próximas eleições.

 

Candidatura de Ailton Araújo a deputado estadual ganha volume

Sem decidir por qual partido sair candidato a deputado estadual, porém já deicídio a seguir e apoiar a candidatura a governador, do Senador Eduardo Gomes (MDB), o ex-prefeito de Santa Rosa, Ailton Araújo fechou o ano percorrendo o Tocantins e chega a 2022, ano em que acontece a sucessão estadual, com um ótimo quadro de apoiadores, prefeitos, vereadores, ex-prefeitos, lideranças políticas, empresários e populares formando um grande grupo de apoiadores.  O pré-candidato Ailton Araújo aguarda o momento oportuno para decidir por qual Sigla segue seu projeto para disputar as eleições e pedindo voto para o candidato a governador, Eduardo Gomes.

 

Federação partidária pode dificultar alianças no Tocantins

A federação partidária sendo decidida pelas cúpulas partidárias em Brasília, podem dificultar as alianças políticas no Tocantins. Junta-se a isso que os partidos de direita, da base política do Palácio do Planalto, podem influenciar nos comandos partidários no Tocantins. Nos próximos 90 dias, que antecede em 02 de abril, serão decisivos para quem deseja disputar uma vaga eletiva as próximas eleições de 02 de outubro de 2022.

 

Pesquisas eleitorais precisam ser registradas no TRE

A partir deste 1º de janeiro, ano em que acontecem as eleições estaduais, é proibida a divulgação de pesquisas eleitorais sem o registro no Tribunal Regional Eleitoral. Qualquer atitude diferente desta orientação é considerada crime e órgãos como o Ministério Público Eleitoral (MPE), estarão vigilantes, inclusive com as tais enquetes muito comuns neste período. É crime para quem faz e crime para os veículos que divulgam-na.

 

As famosas pesquisas de gabinete e fundo de quintal não terão sobrevivência, até porque a nova legislação, com a pequena reforma cuidou de pôr freio nas pesquisas que mostravam sempre em primeiro lugar aqueles responsáveis por encomendá-las.

 

Empresários e banqueiros desistem da Terceira Via

O Podemos deu um ultimato ao ex-juiz Sérgio Moro. Caso não consiga os 15% até o fim de maio, nas pesquisas para presidente do País, a sigla pode vir a apoiar o presidenciável Luiz Inácio Lula da Silva. Mesmas condições o PDT deu ao presidenciável Ciro Gomes.

 

Caso Bolsonaro caia para 16% a 18% na intenção de votos do eleitorado brasileiro, o presidente da República pode desistir da candidatura a reeleição para que não sofra a humilhação e decidir ser senador ou deputado federal.

 

Muita coisa pode ser definida até maio.

 

Posted On Quarta, 05 Janeiro 2022 06:24 Escrito por
Página 1 de 56

Pesquisa

Última edição

o-paralelo-13-edicao-505.jpg

Boletim de notícias

Boletim de notícias

Colunistas

 

Últimas notícias