PERCA DO MANDO DE PARTIDO NO TOCANTINS

 

Nos bastidores da política tocantinense em Brasília é tido como certo o mando de um partido de grande porte no estado. Entre tapas e beijos (e traições) isso pode estar acontecendo nas próximas 72 horas. Será a maior reviravolta na política sucessória de 2022.

ESTAMOS DE OLHO..

 

MUDANÇAS NA ASSEMBLEIA

 

As nominatas para deputado estadual nos diversos partidos com bons nomes, a federação partidária e o fim das coligações partidárias, pode trazer uma profunda mudança nas 24 vagas na Assembleia Legislativa. Os analistas políticos calculam que essa renovação seja de 50 a 60%, principalmente entre os candidatos à reeleição filiados ao Republicanos. São nove os parlamentares estaduais do partido do governador disputando a reeleição, com quatro ou cinco deles com chances de retornarem ao Poder Legislativo.

 

DEPUTADOS FEDERAIS EM APUROS

Partidos com deputados federais candidatos à reeleição  estão em apuros com as nominatas com novatos competitivos. Os atuais detentores de mandato na Câmara Federal estão sem saber o que fazer para permanecerem em Brasília. No caso do Republicanos, diante da nominata dos partidos adversários, há chances reais de eleger dois deputados federais.

Está chegando a hora da onça beber água..

 

SENADOR ATAIDES CONSTRUINDO FRENTE DE APOIO

 

O senador Ataides Oliveira, ao estilo mineirinho, criou uma grande frente de apoiadores com centenas de vereadores, suplentes de vereadores e lideranças regionais. A estratégia deu ao pré- candidato um grande impulso, o que deixou seus adversários surpresos com o apoio recebido por ele nos 139 municípios tocantinenses. Isso fez com que os candidatos a governador que ainda não definiram seu candidato a senador abrissem conversa com Ataides Oliveira.

 

ÚNICA VAGA DE SENADOR DISPUTADISSIMA

 

A briga pela única vaga ao Senado da República torna a eleição do dia 02 de outubro disputadíssima. Será a maior de toda a história do Estado. São muitos os bons nomes para escolha dos eleitores, entre eles a deputada federal Professora Dorinha, a senadora Kátia Abreu, candidata à reeleição, Ataides Oliveira, Mauro Carlesse e muitos outros nomes que serão homologados até o próximo dia 05 de outubro.

 

FIM DO EFEITO "TIRIRICA"

 

Os candidatos proporcionais só participarão da chamada sobra de legenda se conseguirem no mínimo 20% do coeficiente eleitoral. Ou seja, em torno de oito mil votos para estadual e 20 mil para deputado federal. Os votos de quem não chegar a esse patamar não servirão para a somatória que elegerá os suplentes.

 

CUIDADO COM O MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL

 

Há muitos pré-candidatos a um cargo eletivo no dia 02 de outubro com material político na rua, pedindo votos e fazendo gastos que podem ser considerados abuso de poder econômico e isso é crime eleitoral. O candidato pode ter problema com a Justiça Eleitoral no registro da candidatura. Procure uma assessoria jurídica especializada para ser orientado corretamente.

Fica a dica.

 

MARCAÇÃO CERRADA DO TRIBUNAL DE CONTAS

 

O TCE, através de decisão cautelar do conselheiro Alberto Sevilha, suspendeu na semana passada processo do Governo do Estado para contratação de 3.000 jovens por R$ 107 milhões, com dispensa de licitação. A Secretaria do Trabalho e Ação Social teve outro processo com o mesmo objeto suspenso pelo TCE e pela Justiça Estadual. Nesse caso,  o valor do contrato era  aproximado do atual e deveria atender 6.000 jovens. A contratada era a Fundação Luiz Eduardo Magalhães (LEM). Agora a beneficiada é a Rede Nacional de Aprendizagem, Promoção Social e Integração (Renapsi).

 

OGARI PACHECO ASSUME O SENADO

 

O médico, segundo suplente de Eduardo Gomes, assumiu a cadeira nessa segunda-feira, 18, com o afastamento do titular por 121 dias. Líder do governo no Congresso Nacional, Eduardo Gomes permanece na função mesmo licenciado e só será substituído se houver decisão do presidente da República, Jair Bolsonaro, por meio de ofício ao Senado. Nesse período, os vice-líderes respondem pela função. Fazem parte da lista, entre outros parlamentares, os senadores Jorginho Mello (PL-SC), Flávio Bolsonaro (PL-RJ) e Soraya Thronicke (União-MS). Fonte: Agência Senado.

 

BOLSONARO ATACA STF E TSE EM REUNIÃO COM EMBAIXADORES

O presidente da República reuniu dezenas de embaixadores nessa segunda-feira, 18, em Brasília, para repetir teorias da conspiração contra as urnas eletrônicas, desacreditar o sistema eleitoral e promover ameaças golpistas. O encontro foi no Palácio do Planalto. Bolsonaro criticou o ex-presidente do TSE Luis Roberto Barroso, o atual,  Edson Fachin, e o próximo presidente da Corte, Alexandre de Moraes. E as Forças Armadas repetem o discurso de Bolsonaro. Indícios de golpe?

 

APRESENTAÇÃO DO PRESIDENTE NÃO CONVENCEU EMBAIXADORES

 

Segundo o jornal O Globo, alguns embaixadores estrangeiros não se convenceram com os argumentos de Bolsonaro contra a credibilidade das urnas eletrônicas. Para alguns deles a democracia brasileira pode estar ameaçada. Vários embaixadores disseram que enviarão relatórios a seus países dizendo que o presidente não apresentou qualquer prova que justificasse o posicionamento contrário às urnas eletrônicas.

 

Posted On Terça, 19 Julho 2022 07:15 Escrito por

PESQUISA MOSTRA BOLSONARO JÁ À FRENTE DE LULA NO DF

Pesquisa realizada pelo Instituto Quaest, encomendada pelos Diários Associados, aponta o presidente Jair Bolsonaro (PL) com 36% das intenções de voto entre os eleitores do Distrito Federal. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem 32%. A margem de erro é de 2,5 pontos percentuais para mais ou para menos, com intervalo de confiança de 95%.

Ciro Gomes (PDT) aparece com 9%. Os demais candidatos estão embolados bem atrás. A senadora Simone Tebet (MDB) conta com 2%, André Janones (Avante) também tem 2%. Pablo Marçal (Pros), Vera Lúcia (PCO) e Leonardo Péricles (UP) têm 1%, cada. Sofia Manzano (PCB), Felipe D'Ávila (Novo), Luciano Bivar (União) e Eymael (DC) não pontuaram.

Brancos, nulos e quem não vai votar somam 11%, e 5% estão indecisos. O Instituto Quaest foi a campo presencialmente no Distrito Federal entre 11 e 14 de julho, com 1.500 entrevistas. A pesquisa foi registrada na Justiça Eleitoral e protocolada sob os números DF-08227/2022 e BR-04749/2022, em 11 de julho.

 

MORAES QUER PAZ I

A um mês da posse como presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ministro Alexandre de Moraes tem traçado o roteiro que pretende adotar quando assumir o comando da Corte: vai manter um canal de diálogo aberto e, ao mesmo tempo, ser implacável contra as fake news e os questionamentos ao sistema eleitoral.

Alvo constante dos ataques do presidente Jair Bolsonaro, o magistrado tem dito a interlocutores que sua intenção é atuar para “baixar a temperatura” com o Palácio do Planalto.

 

MORAES QUER PAZ II

 

Alexandre de Moraes assumirá o cargo no dia 16 de agosto, a apenas 47 dias das eleições, e em meio a contestações sem provas de Bolsonaro ao funcionamento das urnas eletrônicas. A estratégia de Moraes para o armistício já começou a ser costurada. Na quarta-feira passada, ele se reuniu com o ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira.

Um dos principais articuladores políticos do Palácio do Planalto e da campanha à reeleição do presidente, Nogueira sondou o magistrado sobre a possibilidade de o TSE fazer algumas concessões às sugestões feitas pelo Ministério da Defesa para o processo eleitoral, entre elas a de promover uma reunião entre técnicos do tribunal e das Forças Armadas, conforme revelou a colunista Malu Gaspar. O magistrado, contudo, não se comprometeu a aceitar o pedido.

 

PT COM MEDO DO “PACOTE DE BONDADES”

Preocupado com o efeito da PEC Eleitoral sobre o eleitor, o PT decidiu encomendar pesquisas qualitativas para tentar medir o quanto a população pobre estaria propensa a mudar o seu voto para Jair Bolsonaro por causa do reajuste do Auxílio Brasil (de R$ 400 para R$ 600) e dos outros benefícios aprovados pelo Congresso na semana passada.

O temor é que Bolsonaro consiga reverter a situação no Nordeste, onde o PT acredita estar grande parte dos seus votos e, por ter a maioria da população inscrita nos programas sociais do governo federal, acabar dando preferência ao presidente que levou a água do São Francisco, de fato, para a região historicamente castigada pela seca.

 

LULA VAI PRA RUA NO NORDESTE

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai concentrar a agenda das próximas semanas nas regiões Nordeste e Norte, segundo fontes da pré-campanha.

A intenção é se antecipar aos possíveis efeitos do adicional em benefícios sociais que serão distribuídos a partir da aprovação no Congresso Nacional da chamada "PEC Kamikaze". A emenda constitucional, promulgada na última quinta-feira, autoriza o governo a gastar mais de R$ 41 bilhões em benefícios sociais às vésperas da eleição.

A programação, que inclui atividades de rua com corpo-a-corpo com eleitores, vai começar por Pernambuco já na próxima terça-feira. Em seguida, Lula irá para a região Norte e depois retornará ao Nordeste.

 

PSDB CONFIRMA MARCONI AO GOVERNO

O Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) em Goiás oficializou a pré-candidatura do ex-governador do Estado Marconi Perillo, na disputa pelo Palácio da Esmeraldas (sede do executivo goiano), nas eleições de outubro. O nome do ex-governador foi oficializado durante encontro do diretório regional da sigla em Goiânia, neste sábado, 16.

A definição aconteceu após militância e os apoiadores do PSDB de Goiás escolherem Marconi para disputar o governo estadual, por meio de uma enquete. De acordo com informações divulgadas pela assessoria do partido, o resultado da enquete digital realizada durante o evento, que começou às 9 horas e se encerrou às 12h30, apontou que 93% do partido e seus aliados querem que Marconi dispute o governo estadual, diante de 6% de menções ao Senado e 1% de citações a uma candidatura a deputado federal.

 

MDB VAI CONFIRMAR TEBET VIA INTERNET

O MDB anunciou que fará a convenção da sigla em 27 de julho em formato virtual. A expectativa da legenda é que a pré-candidata Simone Tebet (MDB-MS) seja confirmada na corrida pelo Planalto.

O MDB justifica a decisão como parte da estratégia de comunicação da campanha. A ideia é que um evento presencial para a convenção gastaria ao menos R$ 1,5 milhão e o MDB prefere gastar recursos em outras frentes, como em redes sociais. Tebet tenta se fazer conhecer pelo eleitorado para subir nas pesquisas. Outro argumento usado pelo MDB, segundo apurou o Poder360, é o de consenso em torno do nome da senadora. Além disso, há a possibilidade de se fazer um evento maior, presencial, mas com os outros partidos da aliança: PSDB e Cidadania.

 

VICE DE TEBET DEVE SER TASSO JEREISSATI

A pré-candidata à Presidência pelo MDB, Simone Tebet, disse no sábado que o senador Tasso Jereissati (PSDB) é o favorito ao cargo de vice em sua chapa. “Claro que hoje o nosso nome que está sendo mais cotado é o do senador Tasso Jereissati, que é meu amigo particular e irmão”, disse a senadora em entrevista à CNN Brasil.

“Seja quem for que o PSDB indique, tenho certeza que será um grande nome. Fica na torcida o nome de Tasso Jereissati? Claro.”

MDB e PSDB se juntaram para lançar candidatura única da chamada 3ª via. O ex-governador de São Paulo João Doria (PSDB) anunciou em 23 de maio a desistência de sua candidatura à Presidência da República, deixando o caminho livre para que Tebet seja a cabeça da chapa. Tebet declarou ter “todas as condições” de chegar ao 2º turno.

 

BOLSONARO RESSALTA RETOMADA DA ECONOMIA

O presidente Jair Bolsonaro exaltou, as ações de seu governo para ajudar na recuperação da economia após a pandemia do coronavírus, em discurso no evento Marcha para Jesus, em Fortaleza. "Criamos programas para não perdemos empregos no Brasil. Hoje vocês veem a economia reagindo, passamos agora há pouco da 13ª para a 10ª economia do mundo", disse.

Em referência ao projeto de lei que estabeleceu um teto de 18% para os combustíveis, energia, telecomunicações e transporte, o presidente ressaltou que junto com o Congresso, fez sua parte para possibilitar a redução do preço dos combustíveis.

Essa foi a primeira vez que o presidente participou do evento na cidade. Ao lado dele, também participaram a deputada Carla Zambelli (PL-SP), o ex-ministro da Saúde Marcelo Queiroga, e o pré-candidato ao governo cearense, Capitão Wagner (União Brasil).

 

CIRO ATACA CENTRÃO: “PICARETAS”

O pré-candidato a presidente da República Ciro Gomes (PDT), em viagem a Montes Claros, no Norte de Minas, chamou de "picaretas" os deputados e senadores favorecidos com emendas do Orçamento Federal, do chamado "orçamento secreto", pelo Governo do presidente Jair Bolsonaro (PL). De forma genérica, ele também disse que leis e normas erradas são aprovadas em Brasília "de propósito" para privilegiar interesses de uma "classe dirigente" e prejudicar a maioria do povo.

Ciro criticou o atual modelo econômico do país e medidas como o teto de gastos. Ele classificou a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) dos auxílios emergenciais como "um claro esforço de estelionato eleitoral".

 

Posted On Segunda, 18 Julho 2022 07:16 Escrito por

RETROCESSO OU PROGRESSO

O Supremo Tribunal Federal (STF) marca julgamento de mudança na Lei de Improbidade Administrativa, o Julgamento atende a um pedido feito pelo presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e líderes da Casa. As ações são relatadas pelo ministro Alexandre de Moraes e estão previstas na pauta do dia 3 de agosto, logo após a retomada dos trabalhos no Judiciário. O relator da ação no STF é o ministro Alexandre de Moraes.

A Corte vai decidir se as alterações na lei, especialmente no que diz respeito à necessidade de que se comprove a má-fé na conduta ímproba e aos prazos de prescrição, valem a partir da promulgação da nova norma, em 2021, ou se retroagem – o que beneficiaria agentes públicos já condenados com base nas regras antigas. Exatamente o caso de Lira: réu em dois processos resultantes da Operação Taturana, deflagrada em 2007 para apurar desvios na Assembleia Legislativa de Alagoas, ele está enquadrado na Lei da Ficha Limpa, que proíbe a candidatura de condenados em segunda instância.  Estamos de olho

 

MORRE DOM LUIZ DE ORLEANS E BRAGANÇA

O bisneto da princesa Isabel, Dom Luiz de Orleans e Bragança, de 84 anos, morreu hoje (15) em São Paulo. Ele estava internado no Hospital Santa Catarina desde 10 de junho. No dia 8 de julho,  a Casa Imperial do Brasil já havia informado que o estado de saúde do herdeiro da família imperial brasileira era considerado pelos médicos como irreversível.

 

“Cumprimos o doloroso dever de comunicar o falecimento de Sua Alteza Imperial e Real o Príncipe Dom Luiz de Orleans e Bragança, Chefe da Casa Imperial do Brasil, que, hoje, dia 15 de julho de 2022, na cidade de São Paulo, aos 84 anos de idade, confortado com os Sacramentos da Santa Igreja e a Bênção Apostólica, Deus Nosso Senhor teve por bem chamar a Si”, atualizou a Casa Imperial hoje (15/07).

 

PEC QUE AMPLIA E CRIA BENEFÍCIO É ENTRA EM VIGOR

 

A PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que permite a criação e ampliação de benefícios sociais até o fim de 2022 foi publicada no DOU (Diário Oficial da União) hoje (15) e já está em vigor. O texto foi promulgado ontem pelo Congresso Nacional, e os benefícios podem ser pagos a partir de agosto.

Com um impacto fiscal estimado de R$ 41,25 bilhões, a PEC dos Benefícios amplia em R$ 200 o Auxílio Brasil, que passa a R$ 600, e dobra o valor ofertado pelo Auxílio Gás. Também cria, a partir da instituição do estado de emergência, um auxílio de R$ 1 mil mensais destinado a transportadores autônomos de carga, apelidado de “voucher-caminhoneiro”, e também um benefício mensal voltado a taxistas – até o limite orçamentário de R$ 2 bilhões.

 

PSD PAULISTA COM BOLSONARO

Os presidentes do PSD e do Republicanos, Gilberto Kassab e Marcos Pereira, selaram acordo para o apoio pessedista à candidatura ao governo de São Paulo de Tarcísio Gomes de Freitas , ex-ministro do governo de Jair Bolsonaro. A posição de vice na chapa deve ficar com o ex-prefeito de São José dos Campos (SP) Felicio Ramuth (PSD). O PSD  de Kassab, quer que seu partido fique neutro nas eleições presidenciais de outubro. Na prática, o PSD está adotando parcerias diferenciadas nos estados.

 

COMPENSAÇÕES AOS ESTADOS

O Congresso  derrubou ontem (14) vetos do presidente  Bolsonaro à lei que limitou o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre combustíveis, gás natural, energia elétrica, comunicações e transporte coletivo. Com a decisão , passarão a valer regras que obrigam a União a compensar os estados pela perda de arrecadação decorrente desse novo teto definido para o imposto. Pela  proposta, combustíveis, gás natural, energia elétrica, comunicações e transporte coletivo passam a ser classificados como essenciais e indispensáveis – o que proíbe estados cobrarem taxa superior à alíquota geral de ICMS, que varia de 17% a 18% dependendo da localidade.

 

CANDIDATURA A SENADORA OU SENADOR

A única vaga no Senado Federal que será aberta nessas eleições está sendo disputada no corpo a corpo. O quadro se encontra muito embolado. Todos os candidatos que se apresentaram até agora têm ótima estrutura financeira para tocar a campanha. Talvez o melhor serviço de marketing eleitoral possa fazer a diferença. Mas isso só poderá ser visto ou sentido após as convenções partidárias que homologarão as candidaturas de governador, e proporcionais de deputados federais e estaduais. Dia 05 de agosto será o último dia para realizar convenções partidárias e o prazo para registro e homologação de candidaturas pelo TRE será no dia 25 de agosto.

 

APOIO POLITICO DOS PREFEITOS: ESTÁ CHEGANDO A HORA DA ONÇA BEBER AGUA...

Durante todo o primeiro semestre, deputados estaduais e federais postaram nas redes sociais e declararam contar, uns com apoio de 50 prefeitos, outros com 32 prefeitos. Os mais humildes dizem ter apenas 15 prefeitos apoiando sua candidatura à reeleição. Já os novos candidatos evitam entrar nessa matemática e preferem conquistar o apoio de vereadores, primeiras-damas e secretários municipais. Agora está chegando a hora da onça beber água. Haja "apoio"...

 

ESTAMOS DE OLHO...

 

CANDIDATURA A DEPUTADO FEDERAL

 

Tendo em vista as nominatas de candidaturas a deputado federal e estadual nas federações partidárias e nas chamadas "chapinhas", dificilmente um partido ou federação partidária terá condições de eleger mais de um deputado federal. Isso sem contar que em torno de 50% dos atuais deputados federais encontrarem dificuldades para se reelegerem. Alguns acreditam que um milagre possa acontecer, o que não existe em política.

 

NOVO HOSPITAL REGIONAL PARA PORTO NACIONAL

O deputado estadual Valdemar Júnior (Republicanos) disse durante evento de entrega de uma UTI  Móvel, fruto de emenda parlamentar de sua autoria, à prefeitura de Porto Nacional, que não vai descansar enquanto o município não for contemplado com um novo hospital público. O parlamentar lembra  defende essa causa há alguns anos. Segundo ele, esse é um compromisso seu, por se tratar de ser filho de Porto. Valdemar disse ainda que vai buscar apoio junto à bancada federal e recursos no orçamento do Estado para a construção da nova unidade hospitar, para que venha a se tornar uma realidade na vida dos portuenses e de todos os moradores dos municípios que compõem a região Amor Perfeito.

 

PEC DOS AUXÍLIOS É PROMULGADA NO CONGRESSO NACIONAL

Com as presenças do presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), e da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), promulgou nessa quinta-feira, 14, a Proposta de Emenda à Constituição número 15, a PEC dos Auxílios. Após oficialização, o presidente do Senado afirmou que a PEC se justifica diante da alta nos preços e aumento da fome atrelados a "fatores mundiais", como a pandemia da covid-19 e a guerra entre Rússia e Ucrânia.

 

VITÓRIA DE BOLSONARO, DIGITAL DE EDUARDO GOMES

A aprovação da PEC dos Auxílios por grande maioria na Câmara dos Deputados na quarta-feira, foi uma vitória inconteste do presidente Jair Bolsonaro. O texto da matéria já havia sido aprovado anteriormente pelo Senado Federal. A costura nas duas casas de leis teve a digital do senador Eduardo Gomes, Líder do Governo no Congresso Nacional.

 

MINISTÉRIO DA DEFESA COLOCA EM DÚVIDA, MAIS UMA VEZ, A SEGURANÇA DAS URNAS

O ministro da Defesa, general Paulo Sérgio Nogueira,  levou a à Comissão do Senado na quinta-feira, 14, o coronel Marcelo Nogueira de Souza, o qual afirmou  que os documentos entregues pelo Tribunal Superior Eleitoral às Forças Armadas não comprova a segurança das urnas eletrônicas "contra ameaças internas ". Nesse ponto, o ministro da Defesa repete o presidente Bolsonaro, que vive colocando em dúvida a segurança das urnas eletrônicas.

 

SENADOR TOCANTINENSE LÊ A PROMULGAÇÃO DA PEC 123, COM A PRESENÇA DO PRESIDENTE JAIR BOLSONARO

Posted On Sexta, 15 Julho 2022 07:31 Escrito por

TOCANTINS AVANÇA NA EXPORTAÇÃO DE CARNE

Impulsionadas pela China, as exportações de carne bovina do Tocantins cresceram em 62% em valores, de janeiro a maio deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado. Ao todo, foram vendidas para o exterior 3,4 mil toneladas por US$ 215 milhões (1,13 bilhão). O crescimento em volume ficou em 24% e, tanto em quantidade de carne, quanto em dinheiro, os números são disparados os maiores da história para o período.

68% das exportações de carne tocantinense tiveram como destino a China, principal parceiro comercial do Brasil e, disparado, maior comprador do Estado. Na segunda colocação, aparecem os Estados Unidos, com 10%. Rússia, com 5%, Filipinas, com 4%, e Hong Kong, com 3%, também merecem destaque.

 

CANDIDATURA DE CARLESSE TEM APOIO DE JOVENS E DAS MULHERES

O ex-governador Mauro Carlesse e seu staff de campanha, em especial o de marketing, viram com otimismo e satisfação os resultados apresentados em uma pesquisa de consumo interno com amostragem da Região Sul do Tocantins.

Os jovens e as mulheres demonstraram grande simpatia com a candidatura do ex-governador ao Senado.

Ainda este mês, Carlesse irá realizar uma movimentação intensa na região do Bico do Papagaio, onde os organizadores estão, segundo a assessoria do candidato, movimentando uma multidão para a convenção do AGIR, partido que irá homologar Mauro Carlesse como candidato ao Senado, além das chapas proporcionais para deputados federais e estaduais.

 

SENADOR ATAIDES PREOCUPA ADVERSARIOS

O ex-senador Ataídes Oliveira está assustando os demais pré-candidatos ao Senado, com o volume de apoio recebido de centenas de vereadores e lideranças de dezenas de municípios.

Ataídes está colhendo os frutos do trabalho que vem realizando justamente junto aos vereadores, que são as “pontes” ideais para mobilizar as bases do eleitorado, principalmente nas periferias e na zona rural dos municípios.

Ataídes pretende fechar com 800 vereadores e, pelos seus cálculos, já está próximo dos 600...

Ataídes espera apenas o início oficial do “jogo eleitoral”, após as convenções, para colocar o seu “bloco de vereadores” nas ruas.

 

SENADORA KÁTIA ABREU COM WANDERLEI BARBOSA

Apesar do seu filho, o também senador Irajá Abreu, presidente do PSD no Tocantins, ter declarado “apoio” à pré-candidatura do deputado federal Osires Damaso ao governo do Estado, a senadora Kátia Abreu, por onde passa, defende a reeleição do governador Wanderlei Barbosa.

O eleitor já está ficando zonzo com tanta conversa atravessada, sem saber em quem acreditar.

Mas, isso tudo vai passar no dia cinco de agosto, após a última convenção partidária, quando estará definido e sacramentado quem estará com quem nas eleições de dois de outubro.

Até lá, tudo é blábláblá...

Aguenta, coração!

 

DORINHA EM BRASÍLIA E EM GURUPI

A deputada federal Dorinha Seabra se desdobra em ações para a definição sobre qual candidato apoiará ao governo do Estado.

Nesta quarta-feira ela participa de uma reunião com a cúpula do União Brasil, em Brasília, de onde trará subsídios para essa decisão e, mais tarde, em Gurupi, participa do lançamento da pré-candidatura a deputado federal de Rodrigo Maciel, presidente da Câmara Municipal da cidade, membro do União Brasil.

O grande detalhe é que o governador, Wanderlei Barbosa, do Republicanos, também estará no evento de Gurupi.

Coincidência?

 

Posted On Quarta, 13 Julho 2022 11:32 Escrito por

 

TIRO NO PÉ

 

Qualquer operação da Polícia Federal em território tocantinense, por determinação da cúpula do Judiciário brasileiro, precisa passar por um crivo profundo, para que se tenha certeza de que não há viés político na ação, por desafeto entre o membro determinante da cúpula do poder Judiciário com políticos com mandato no Congresso Nacional.

O Observatório Político de O Paralelo 13 está de olho em ações arbitrárias!

 

EDUARDO GOMES, IRAJÁ ABREU E DORINHA, JUNTOS

Os senadores Eduardo Gomes e Irajá Abre e a deputada federal Dorinha Seabra, estiveram juntos na cidade de Novo Alegre, prestigiando a tradicional Cavalgada realizada no município.

Os três congressistas sentaram à mesma mesa, conversaram, confraternizaram e participaram do evento de forma democrática, no mais alto nível, sem dar espaço a picuinhas.

Deixaram na população da cidade uma ótima impressão de serem políticos de alto gabarito, de um nível de democracia e moralidade acima dos demais.

Fica o exemplo a ser seguido.

 

SEM INTENÇÃO

 

Alguns prefeitos de municípios de menor população são, como todos os demais prefeitos, cabos eleitorais muito caros para os candidatos aos parlamentos estadual e federal.  O problema é que nesses municípios não há como o prefeito controlar os votos dos seus seguidores, muito menos das primeiras-damas.

É verdade que eles exigem vantagens dispendiosas, de acordo com as grandes necessidades dos seus municípios carentes, mas, não por “trairagem” ou má intenção, não conseguem entregar o que prometeram.

Nesses municípios, cada liderança, cada vereador, cada secretário municipal já tem um acordo político ou pessoal fechado com outros candidatos aos parlamentos.

É por isso que muitos dos que investem pesado nas pequenas localidades do Tocantins acabam recebendo poucos votos, e “passando raiva” com a falta de retorno.

 

O TOCANTINS E SEUS MAIS DE 499 MUNICIPIOS...

Baseado nas contas dos congressistas tocantinenses que são candidatos à reeleição e os municípios nos quais eles têm apoio dos prefeitos, em cálculos rápidos, podemos afirmar que o Tocantins tem, no mínimo, 499 municípios.

São tantos pré-candidatos afirmando ter apoio de dezenas de prefeitos que, ou estão sendo enganados ou estão tentando enganar alguém ou estão sendo vítimas de fake News.

É bom refazer – logo – as contas...

 

CARTAS NA MESA

 

As cartas e as regras eleitorais já estão expostas na mesa.  Agora cabe aos candidatos a governador e a senador decidirem com quem estarão formando palanque até o dia dois de outubro.

A maioria dessas decisões serão de foro íntimo, enquanto outras terão que ser tomadas em colegiado.  O fato é que uma decisão errada pode ser mais que fatal, levando o político a um verdadeiro suicídio eleitoral.

É aconselhável, antes de decidir, ouvir, saber interpretar e tomar uma decisão assertiva com a rapidez que a ocasião necessita.

 

FIDELIDADE OU RABO PRESO?

Não pelo simples fato político, em si, pois é normal de um sistema democrático, mas só a hipótese de alguns deputados estaduais apoiarem a candidatura do ex-governador Mauro Carlesse soa como um atestado de inexistência da gestão de Wanderlei Barbosa.

É certo que Carlesse tinha apoio maciço na Assembleia Legislativa, da mesma forma que é certo que esses mesmos deputados que o apoiavam, votaram pela abertura do processo de impeachment que o levou à renúncia.

O nobre jornalista Luiz Armando Costa já nominou os deputados que aventaram essa possibilidade.

Agora fica mais fácil compreender a absoluta rejeição quanto à candidatura de Kátia Abreu à reeleição no grupo do palácio Araguaia.

A patifaria parece se instalar na política do Tocantins.

Voltaremos ao assunto, com mais profundidade, em breve...

 

DORINHA FOCADA

Quem está pensando 100% em sua pretensão ao Senado Federal é a deputada federal Dorinha Seabra, que já se afastou de seu cargo na Câmara Federal, abrindo espaço para que Lázaro Botelho termine seu tempo de mandato.

Mesmo sendo filiado ao PP, de Kátia Abreu, Botelho apoia Dorinha ao Senado.

Na agenda de Dorinha, esta semana será dedicada à Palmas, ainda consta percorrer os 139 municípios tocantinenses, sempre bem acompanhada de políticos de conceito, buscando a confiança do eleitorado para ser eleita em dois de outubro.

 

IRAJÁ PODE SER CANDIDATO A GOVERNADOR SE DAMASO NÃO DECOLAR

Em conversa reservada com um pré-candidato a deputado estadual pelo PSD de Porto nacional, uma informação importante chegou ao Observatório Político de O Paralelo 13: não está descartada a possibilidade do senador Irajá Abreu assumir a candidatura ao governo pelo partido que preside no Tocantins, o PSD.

A contar pelo grande vácuo de indecisos que não sabem em quem vão votar para governador, segundo as pesquisas, e os dados a serem revelados por uma empresa de Brasília, de uma pesquisa feita na última semana, muita coisa ainda vai acontecer até o dia cinco de agosto.

 

IRAJÁ NOS 139 MUNICÍPIOS

Falando em Irajá Abreu, o senador, sempre muito solícito com as lideranças políticas do Tocantins, com os prefeitos que o apoiam e os candidatos a deputado estadual e federal da chapa proporcional do PSD, está percorrendo os 139 municípios do Tocantins, em conversas com suas bases e visitando lideranças.

Baseado no tititi dos bastidores, não será surpresa se Irajá for, mesmo, o candidato do PSD ao governo.

O maior líder nacional do PSD, Gilberto Kassab, já garantiu apoio à ideia.

 

BOLSONARO CANSADO DE DAR APOIO

Jair Bolsonaro fez uma reclamação em seu gabinete no Planalto, na última quarta-feira (6), que chamou a atenção de auxiliares e aliados. Depois de uma reunião com o ex-ministro e deputado Marcelo Álvaro Antônio, pré-candidato ao Senado pelo PL em Minas Gerais, a deputada Carla Zambelli entrou na sala, àquela altura cheia de políticos, para falar sobre o cenário eleitoral em São Paulo.

Bolsonaro, então, alegou cansaço e desabafou com a ênfase que lhe é característica: “Eu não aguento mais. Todo mundo vem aqui me pedir apoio para ser candidato ao Senado nos seus estados”.

 

LULA AGRADECE A AGRESSOR

Pré-candidato do PT ao Palácio do Planalto, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez um agradecimento, no sábado, 9, durante ato em Diadema, na Grande São Paulo, ao ex-vereador Manoel Eduardo Marinho, o Maninho do PT, preso em maio de 2018 após agredir um manifestante na porta do Instituto Lula, na capital paulista.

"Esse companheiro Maninho, por me defender, ficou preso sete meses, porque resolveu não permitir que um cara ficasse me xingando na porta do Instituto (Lula). Então, Maninho, eu quero agradecer, porque foi o Maninho e o filho dele que estiveram nessa luta. Essa dívida que eu tenho com você jamais a gente pode pagar em dinheiro. A gente pode pagar em solidariedade e companheirismo", disse Lula.

 

BOLSONARO PEDE INVESTIGAÇÃO

O presidente Jair Bolsonaro (PL) cobrou a investigação da morte do guarda municipal Marcelo Arruda, assassinado a tiros por um apoiador bolsonarista em Foz do Iguaçu (PR), na noite de sábado, 9, e ainda responsabilizou a esquerda por episódios de violência no País.

"Dispensamos qualquer tipo de apoio de quem pratica violência contra opositores. A esse tipo de gente, peço que por coerência mude de lado e apoie a esquerda, que acumula um histórico inegável de episódios violentos", escreveu Bolsonaro em uma mensagem no Twitter, replicando uma declaração dada por ele em outubro de 2018, durante a campanha presidencial, em função da morte do mestre de capoeira Romualdo Rosário da Costa, conhecido como Moa do Katendê, assassinado a facadas em Salvador.

 

LULA INCITA DESONESTIDADE

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) criticou neste sábado (9) o aumento temporário do Auxílio Brasil e a concessão de benefícios que o governo de Jair Bolsonaro (PL) tenta aprovar na Câmara. A chamada PEC das bondades prevê pagamentos até dezembro de 2022. “Por que esse fascista pensa que o povo vai ser tratado como ignorante ou gado, e que ele acha que vai comprar com programa de 6 meses?”, questionou Lula, em referência a Bolsonaro.

O petista sugeriu que quem receber os benefícios deve sacar o dinheiro mas não votar na reeleição do atual chefe do Executivo. “Se o dinheiro cair na conta de vocês, peguem e comprem o que comer, e na hora de votar dê uma banana neles e votem para a gente mudar a história desse país”, declarou.

 

 

 

Posted On Segunda, 11 Julho 2022 13:42 Escrito por
Página 2 de 67

Pesquisa

Última edição

o-paralelo-13-edicao-506.jpg

Boletim de notícias

Boletim de notícias

Colunistas

 

Últimas notícias