COM CANDIDATURAS DERRETIDAS LELIS, ALAN E ELI BORGES TENTAM UMA SAIDA HONRROSA

Posted On Quarta, 04 Novembro 2020 05:02
Avalie este item
(0 votos)

“Nos partidos custa-se mais a conviver com os que deles fazem parte do que a agir contra os que a eles se opõem”

 

CARDEAL DE RETZ

 

 

Por Edson Rodrigues

 

Três dos onze candidatos oposicionistas a prefeito, em Palmas, estão tentando salvar seus nomes e suas carreiras políticas da derrota iminente nas eleições do próximo dia 15.  Marcelo Lelis, Alan Barbiero e Eli Borges já realizaram duas reuniões para tentar uma fusão que fortaleça um dos nomes na reta final.

 

Na verdade, o orgulho e a cegueira política impediram que tanto os três quanto os demais candidatos de oposição, percebessem a tempo que separados veriam suas candidaturas “derreter” e, agora, depois de ver suas pretensões fracassarem, depois de patinar nas pesquisas de intenção de voto de todas os institutos, tanto estaduais quanto nacionais, tentam esse movimento de recuo para uma ofensiva maior, só que colocam em xeque suas nominatas de vereadores.

 

Os principais analistas políticos avaliam que essa tentativa é muito tardia e não deve ser seguida pelos demais candidatos opositores à Cinthia Ribeiro, como foi o caso de Vanda Paiva, que chegou a ser parte desse grupo, mas preferiu se retirar.

 

Depois que gastaram milhões em suas campanhas, agrediram verbalmente outros candidatos oposicionistas a prefeito e dividiram os candidatos a vereador em várias chapas, enfraquecendo suas possibilidades, essa tentativa de união parece uma brincadeira de mau gosto e reforça a tese de desespero da oposição.

 

Quem mais perde nessa demonstração de fragilidade eleitoral é o deputado federal Eli Borges, que sairá do pleito municipal menor do que entrou, nanico, miúdo, e irá encarar as urnas em 2022, sem coligação proporcional, em busca de uma reeleição, com o peso dessa empreitada malfadada pela prefeitura de Palmas.

 

Os gaiatos de plantão já criaram até uma tese sobre essa tentativa de fusão, utilizando o nome dos partidos aos quais os interessados pertencem.  Segundo ele, o PV de Marcelo Lelis significaria “Por favor”, De Alan Barbiero vem o “Podemos” e o SD, de Eli Borges, significaria “SoliDarizar, formando a frase: “por favor, podemos solidarizar”?

 

Mesmo com tanta criatividade, nem mesmo a gaiatice pode amenizar a situação de Marcelo lelis, Alan Barbiero e Eli Borges, fortíssimos candidatos ao sepultamento coletivo de carreiras pública, após o próximo dia 15.

 

Caberá ao eleitor, apenas, jogar a pá de cal quando digitar seu voto na urna...

 

Pesquisa

Última edição

o-paralelo-13-edicao-504.jpg

Boletim de notícias

Boletim de notícias

Colunistas

 

Últimas notícias