COLUNA FIQUE POR DENTRO

Posted On Segunda, 29 Junho 2020 07:33
Avalie este item
(0 votos)

SUCESSÃO MUNICIPAL NÃO SERÁ PARA AMADOR

As eleições municipais deste ano, sem coligações proporcionais, com pandemia, sem comícios ou reuniões, definitivamente não será para amadores.

Será uma eleição em que os novatos terão que esquecer todo o “manual de campanha” que estudaram e se adaptar aos novos tempos, enquanto que os detentores de mandato que vão tentar a reeleição terão que aumentar o estoque de óleo de peroba para tentar manter seus votos e escapara da “guilhotina” das urnas.

A população está enojada com a classe política, salvo raras exceções, o que leva o pleito para uma decisão baseada em quem tiver o melhor assessoramento de marketing, para conseguir transmitir suas ideias e planos e neutralizar as fake news, que já começaram a invadir as redes sociais.

Quem não tiver essa ferramenta, está fadado ao fracasso.

 

A “ARMADILHA” DOS RECURSOS PARA SAÚDE

Os senhores prefeitos que receberam recursos federais específicos para o combate à pandemia de Covid-19 e fizeram uso diferente do estabelecido, correm o sério risco de receberem visitas às 6h da manhã dos “homens de preto”.

Os órgãos de fiscalização, começando pela Justiça Federal, passando pela Polícia federal e terminando no Ministério Público Federal, estão monitorando essa verba direto na conta das prefeituras.

Para os candidatos á reeleição que caírem na tentação e receberem a visita, só haverá um remédio: a desistência imediata da candidatura á reeleição.

Vale lembrar que além dos órgãos fiscalizadores, a imprensa, os adversários políticos e o povo não deixarão que nenhum desvio escape à “lupa” da Justiça.

 

CARLESSE PODE REPETIR BOLSONARO

Recuperando rapidamente sua imagem junto á população, com uma planilha de enfrentamento à pandemia que inclui distribuição de kits de higiene pessoal e cestas básicas nos 139 municípios do Estado, recuperação das rodovias e pagamento dos servidores em dia, o governador Mauro Carlesse demonstra seguir uma linha próxima à do presidente da República, Jair Bolsonaro, de não se envolver nas questões eleitorais.

Assim como Bolsonaro, Carlesse indica que não irá subir em nenhum palanque na sucessão municipal.

 

ADIAMENTO DAS ELEIÇÕES

A Câmara federal pode votar, ainda esta semana, o projeto que trata do adiamento das eleições municipais, marcadas para o dia quatro de outubro.

Com as regras sobre a mesa, os partidos vão decidir sua participação no pleito com candidaturas próprias ou coligados a outras legendas.

As convenções de julho marcarão a saída do jogo de cena e a entrada da realidade sobre quem é quem nessa sucessão.  Quem não construir uma base sólida este ano, corre o risco de ser “degolado” nas eleições majoritárias de 2022.

Caso as eleições sejam mesmo adiadas, dentro do que já se ventilou, para o mês de novembro, aumenta o tempo para as conversações e decisões, e beneficia os candidatos à reeleição.

 

CARGOS POR DEFESA DE FLÁVIO

Sem base de sustentação no Senado, o governo intensificou as negociações para distribuir cargos no momento em que o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) é alvo de investigações e a oposição recolhe assinaturas para outra CPI no Congresso. Ao mesmo tempo, desde a prisão do ex-assessor Fabrício Queiroz, no último dia 18, líderes de partidos pressionam o Conselho de Ética do Senado para abrir processo de cassação contra Flávio, filho mais velho do presidente Jair Bolsonaro.

Embora o senador tenha conseguido uma vitória no inquérito que investiga o esquema de "rachadinha" em seu antigo gabinete na Assembleia Legislativa do Rio, a avaliação no Palácio do Planalto é a de que o governo precisa de uma blindagem no Senado. Depois das tratativas sobre cargos para indicados pelo Centrão na Câmara, com o objetivo de barrar qualquer processo de impeachment contra Bolsonaro, o Planalto tem agora um foco maior sobre outra Casa, de Salão Azul.

 

AVALIAÇÃO DO SERVIÇO PÚBLICO

 

Os cerca de 2 mil serviços públicos federais fornecidos pela internet poderão ser avaliados em um clique. A Secretaria de Governo Digital criou uma página onde o cidadão poderá avaliar e sugerir melhorias nos serviços digitalizados oferecidos pelo portal gov.br.

Os interessados deverão inscrever-se no endereço: https://www.gov.br/governodigital/pt-br/transformacao-digital/ferramentas/pesquisa-com-usuarios  Pessoas de todo o país podem participar. Os voluntários serão entrevistados remotamente. Após a conclusão da pesquisa, os participantes receberão um certificado online e serão informados de novidades e de melhorias no serviço avaliado.

Segundo o Ministério da Economia, a pesquisa é essencial para tornar os serviços públicos digitais mais simples e acessíveis à população, ao permitir ao governo verificar eventuais dificuldades na interação com o meio digital. Na avaliação da Secretaria de Governo Digital, as chances de recomendação do serviço aumentam à medida que o cidadão está satisfeito com a qualidade.

 

VACINA AVANÇA

O Brasil fechou acordo para disponibilização no futuro de doses de uma vacina que está sendo testada para o tratamento da covid-19. O medicamento está sendo desenvolvido em uma iniciativa conjunta da Universidade de Oxford e de um laboratório no Reino Unido e já está sendo testado no país.

O acordo prevê a produção de 100 milhões de doses de vacina por meio da aquisição de insumos e transferência de tecnologia para produção no país.

Caso seja comprovada a eficácia deste tratamento, dois lotes, de 15,2 milhões de unidades cada, serão disponibilizados em dezembro de 2020 e janeiro de 2021, totalizando cerca de 30 milhões de doses, ao custo de US$ 127 milhões. Os primeiros lotes serão destinados aos grupos de risco, como idosos e pessoas com comorbidades, além de profissionais de saúde e trabalhadores da segurança pública.

 

O Brasil poderá ainda contar com mais 70 milhões de doses, por cerca de US$ 160 milhões.

 

RIO SÃO FRANCISCO NO CEARÁ

As águas do Rio São Francisco chegam na sexta-feira (26) ao Ceará, com o acionamento da comporta do Eixo Norte do Projeto de Integração do São Francisco. A cerimônia deverá ter a presença do presidente República, Jair Bolsonaro.

Com a abertura da comporta, as águas que já abastecem o Reservatório Milagres, em Pernambuco, passarão pelo Túnel Milagres, na divisa dos dois estados, chegarão ao Reservatório Jati e seguirão, por fim, até a Paraíba e o Rio Grande do Norte.

“Esse é um marco para o Ceará, para o Rio Grande do Norte e para todo o Nordeste. Além de garantir água a milhões de pessoas, o Eixo Norte impulsionará o desenvolvimento econômico na região que sempre enfrentou muita escassez hídrica”, disse o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, que também participa do evento..

O Projeto de Integração do Rio São Francisco soma 477 quilômetros de extensão é o maior empreendimento hídrico do país. Quando todas as estruturas e sistemas complementares nos estados estiverem em operação, cerca de 12 milhões de pessoas em 390 municípios de Pernambuco, da Paraíba, do Ceará e Rio Grande do Norte serão beneficiadas.

Pesquisa

Última edição

o-paralelo-13-edicao-502.jpg

Boletim de notícias

Boletim de notícias

Colunistas

 

Últimas notícias