Saiba quem foi Marília Mendonça, a voz feminina do sertanejo

Posted On Sábado, 06 Novembro 2021 07:52
Avalie este item
(0 votos)

Cantora morta em queda de avião nesta sexta-feira repetiu tragédia de Cristiano Araújo

Por André Cáceres

A cantora Marília Mendonça, morta nesta sexta-feira, 5, aos 26 anos, num desastre aéreo a bordo de um avião de pequeno porte em Caratinga. interior de Minas Gerais, deixou um legado relevante para a representação feminina no gênero musical sertanejo.

Goiana de Cristianópolis, Marília começou sua carreira musical como compositora, escrevendo sucessos para duplas como Henrique & Juliano, João Neto & Frederico, Matheus & Kauan e Jorge e Matheus, além dos cantores Wesley Safadão e Cristiano Araújo, também morto prematuramente em um acidente aéreo, em 2015.

 

Foi apenas a partir de 2014, após emplacar várias músicas como Até Você Voltar, Cuida Bem Dela e É com Ela que Eu Estou, na voz de outros artistas, que Marília Mendonça se lançou como cantora em carreira solo.

 

Em 2015, a cantora despontou com o sucesso Infiel, uma das músicas mais executadas nas rádios brasileiras.

 

Se suas letras, mesmo aquelas compostas para vozes masculinas, já haviam dado indícios de uma postura mais feminina no sertanejo, foi em 2016, com Agora É Que São Elas, parceria de Marília Mendonça com Maiara & Maraisa, que ela se firmou como uma das principais vozes femininas do estilo. O trio continuaria lançando músicas em conjunto até 2020.

 

Desde então, Marília chegou a figurar, em 2019, como a artista brasileira mais ouvida em um ranking do YouTube, e a 13ª em todo o mundo. Nesse mesmo ano, Marília venceu o Grammy Latino de Melhor Álbum de Música Sertaneja por Todos os Cantos.

 

Em 2021, a cantora já havia lançado Nosso Amor Envelheceu, seu mais recente álbum solo.

 

Marília Mendonça deixa seu filho pequeno Léo, de apenas dois anos.

 

Velório de Marília Mendonça será hoje e aberto ao público

 

O velório da cantora Marília Mendonça será realizado neste sábado, 6, a partir das 8 horas, no Goiânia Arena, ao lado do Estádio Serra Dourada, em Goiânia, Goiás. A notícia foi confirmada pelo governador do estado, Ronaldo Caiado (DEM), nas redes sociais.

 

"Goianos vão poder prestar linda homenagem. Peço calma e respeito à sinalização para que todos possam dar o seu adeus. Previsão inicial de até 100 mil pessoas passando pelo local", escreveu. A capacidade máxima simultânea do Goiânia Arena é de 11 mil pessoas.

 

 

Pesquisa

Última edição

o-paralelo-13-edicao-505.jpg

Boletim de notícias

Boletim de notícias

Colunistas

 

Últimas notícias