Polícia Civil deflagra a operação Facinus e conclui vários inquéritos policiais de homicídio tentado em Porto Nacional

Posted On Sexta, 12 Novembro 2021 16:14
Avalie este item
(0 votos)

Ações foram desenvolvidas pela Diretoria de Repressão ao Crime Organizado (DRACCO) no período de julho e agosto do corrente ano

 

Por Rogério de Oliveira

 

 

Com o objetivo de concluir ou então reduzir ao máximo o número de inquéritos policiais referentes a crimes de homicídio tentado, na forma qualificada, instaurados pela Polícia Civil do Tocantins (PC-TO), nas oito delegacias regionais do Estado, a Diretoria de Repressão ao Crime Organizado (DRACO), montou uma força-tarefa, denominada “Facinus”, a qual é composta por policiais civis da referida Diretoria.

 

As ações da recém criada Força-Tarefa foram iniciadas pela 6ª Delegacia Regional de Porto Nacional (6ª DRPC), onde os investigadores da DRACCO, com apoio de policiais da 7ª Divisão de Combate ao Crime Organizado (7ª DEIC), receberam 34 inquéritos policiais de homicídio tentado, em meados do último mês de julho.

 

Por meio de um esforço conjunto, as equipes da Diretoria se deslocaram várias vezes de Palmas, até a cidade de Porto, no sentido de ouvir testemunhas, realizar incursões, além de promover a coleta de evidências e indícios e efetuar as diligências necessárias que auxiliassem na conclusão dos referidos inquéritos.

 

Pouco mais de 30 dias depois, no final do mês de agosto, a força-tarefa da Operação Facinus conseguiu concluir cinco dos inquéritos analisados, além de sugerir ao Ministério Público o arquivamento de outro por falta de indícios de materialidade e autoria. No decorrer dos trabalhos investigativos também foi possível elucidar identificar o autor de outro homicídio qualificado, bem como, proceder a realização de outros procedimentos investigativos que vão consubstanciar na conclusão de outros inquéritos.

 

No total, até o presente momento cerca de 20% dos inquéritos repassados a DRACO, por meio da Força-Tarefa da Operação Facinus foram devidamente esclarecidos, sendo que após a conclusão dos mesmos, o Ministério Público manifestou parecer favorável às investigações e ofereceu denúncia contra os autores previamente indicados pela Polícia Civil.

 

Os demais inquéritos policiais estão em estágio avançado, com o auxílio da força-tarefa Facinus, serão concluídos dentro do prazo estipulado. As ações realizadas pelas equipes da Diretoria de Combate ao Crime Organizado, visam auxiliar todas as delegacias regionais, do estado, no tocante a resolução dos crimes de homicídio tentado, na forma qualificada e para isso está sendo realizado esse esforço conjunto com o objetivo de zerar os inquéritos instaurados por esse tipo de crime.

 

Nesse primeiro momento, a Força-Tarefa Facinus foi empregada em Porto Nacional, no entanto, nas próximas semanas, a operação será estendida às demais delegacias regionais do estado. Com a conclusão dos inquéritos, a Polícia Civil do Tocantins demonstra mais uma vez o seu comprometimento com a sociedade tocantinense com as investigações criminal e na responsabilização dos responsáveis pelos delitos, o que traz mais alívio para as vítimas e suas famílias e também mais segurança a toda a população.

 

Pesquisa

Última edição

o-paralelo-13-edicao-505.jpg

Boletim de notícias

Boletim de notícias

Colunistas

 

Últimas notícias