Livro-bomba de Eduardo Cunha fica pronto — quem deve se preocupar

Posted On Sexta, 08 Janeiro 2021 09:57
Avalie este item
(0 votos)

"Tchau Querida, O Diário do Impeachment" terá 740 páginas que prometem reabrir muitas feridas de 2016

 

Por Robson Bonin

 

Cunha fala da atuação dos petistas no período, de Sergio Moro e de Rodrigo Janot, mas dois personagens são especialmente “dissecados” / Eduardo Cunha, o mais ruidoso dos personagens que comandaram a Câmara, acaba de concluir seu “livro-bomba” sobre a história não contada da queda de Dilma Rousseff.

 

Tchau Querida, O Diário do Impeachment terá 740 páginas que prometem reabrir muitas feridas de 2016.

 

Além de narrar o avanço do impeachment de Dilma com reconstituição das articulações dia a dia, Cunha vai revelar detalhes aterradores dos conchavos que marcaram a queda da petista.

 

Cunha fala da atuação dos petistas no período, de Sergio Moro e de Rodrigo Janot, mas dois personagens são especialmente “dissecados”. O primeiro é Michel Temer.

 

Cunha conta em detalhes como o vice de Dilma atuou ativamente para tomar o lugar da petista. Temer é pintado como o grande conspirador, para delírio do petismo.

 

 

 

Pesquisa

Última edição

o-paralelo-13-edicao-504.jpg

Boletim de notícias

Boletim de notícias

Colunistas

 

Últimas notícias