COLUNA FIQUE POR DENTRO

Posted On Sábado, 17 Outubro 2020 07:07
Avalie este item
(0 votos)

AVECOM REALIZARÁ DEBATES

O Paralelo 13 esteve reunido, nesta sexta-feira (16), com a cúpula da AVECOM – Associação dos Veículos de Comunicação do Tocantins –, nas pessoas do seu presidente Marcio Rocha e Alex Câmara, para discutir a realização de debates entre os candidatos a prefeito melhores colocados nas pesquisas, nos cinco principais colégios eleitorais do Estado: Palmas, Araguaína, Gurupi, porto Nacional e Paraíso.

Ficou agendada uma nova reunião, na terça-feira (20) para que sejam definidas as datas para cada cidade, as regras do debate e os convidados.

Para o presidente da AVECOM, Marcio Rocha, esta será uma oportunidade para a entidade mostrar o real papel dos veículos de comunicação em época eleitoral, que é municiar o eleitor de todas as informações possíveis sobre cada candidato, ajudando na elaboração do voto final de cada cidadão.

 

SUCESSÃO MUNICIPAL DE PORTO NACIONAL

O candidato a prefeito de Porto Nacional, Otoniel Andrade virou o alvo das duas outras candidaturas.  Em seus pronunciamentos, os adversários do “baixinho” gastam 85% do tempo falando mal de Otoniel, e acabam não apresentando uma proposta sequer para tentar gabaritar sua candidatura.

Enquanto isso, otoniel preenche 100% de suas falas mostrando o que já fez pela cidade, reconhecendo erros cometidos e prometendo um maior percentual de acertos em uma próxima administração, em que contará com o apoio incondicional do senador Eduardo Gomes, líder do governo de Jair Bolsonaro no Congresso Nacional, da Assembleia Legislativa e da bancada federal tocantinense, mostrando ser um político mais amadurecido e renovado em termos de ideias.

 

HÁ 29 DIAS DAS ELEIÇÕES E DO SEPULTAMENTO COLETIVO DE CARREIRAS POLÍTICAS

O Paralelo 13 vem alertando aos dirigentes de Comissões Provisórias de diversos partidos políticos sobre o que reserva o futuro aos que não tiverem saldos positivos ao fim das eleições de 15 de novembro.

Quando falamos em sepultamento coletivo de carreiras políticas, falamos dos que lideram e dos que são liderados por pessoas que colocaram o poder como projeto pessoal e, não, os cidadãos.

Em Palmas a “cova” desse sepultamento terá que ser larga e profunda, segundo os dados das pesquisas de intenção de voto para consumo interno aos quais tivemos acesso e ás que já foram divulgadas.

O funeral será de muita lamentação e lágrimas, e o início de um período de muita saudade do Fundo Eleitoral e do poder em si.

Por outro lado, esse advento abrirá espaço para as novas gerações de lideranças políticas que estão chegando, e para alguns poucos representantes da velha guarda que conseguiram se manter antenados e evoluíram junto com o pensamento da sociedade.

 

CALDEIRÃO DA SUCESSÃO MUNICIPAL DE PALMAS AQUECE

O crescimento da candidatura a prefeita de Palmas da deputada estadual Vanda Paiva é a grande surpresa da gangorra entre as onze candidaturas que estão no páreo, junto com a prefeita, Cinthia Ribeiro, que disputa a reeleição e lidera as pesquisas.

Se as eleições fossem hoje, Vanda Paiva seria a principal concorrente de Cinthia

Porém, ainda faltam exatos 29 dias.  29 dias de muitas surpresas e reviravoltas.

 

ELI BORGES, O CANDIDATO CHAPA BRANCA ESTACIONA

O deputado federal pastor Eli Borges, considerado o candidato chapa branca do Palácio Araguaia, com total apoio dos secretários do governo de Mauro Carlesse, com a participação “ao vivo e a cores” do vice-governador, Wanderlei Barbosa que, inclusive, vem participando das reuniões da candidatura de Eli Borges.

A candidatura chapa branca até deu sinais, nas primeiras semanas, de que conseguiria chegar à frente das demais para disputar a prefeitura com Cinthia Ribeiro, mas estagnou no meio do caminho e, agora, está longe de fazer frente até a nomes menos badalados.

Esse, por enquanto, é o quadro do momento, mas tudo pode mudar.

 

DINHEIRO NA CUECA

Foram divulgados nesta quinta-feira (15) detalhes da operação Desvid-19, da Polícia Federal, deflagrada na quarta (14) para combater um suposto esquema criminoso de desvio de recursos públicos para o combate ao coronavírus em Roraima, na qual foram apreendidos mais de R$ 33 mil na cueca do senador e então vice-líder do governo Chico Rodrigues (DEM).

De acordo com a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso, que nesta quinta determinou o afastamento do senador por 90 dias em razão da “gravidade concreta” do caso, “inicialmente, o senador Chico Rodrigues abriu o cofre existente no armário em seu quarto, oportunidade em que foram apreendidos respectivamente R$ 10 mil e U$ 6 mil”.

 A descrição feita pela PF e que consta da decisão do ministro Barroso segue: “o senador indagou ao delegado Wedson se poderia ir ao banheiro. O delegado respondeu que sim, mas informou que o acompanharia. Nesta hora, o delegado percebeu que havia um grande volume, em formato retangular, na parte traseira das vestes do senador Chico Rodrigues, que utilizava um short azul (tipo pijama) e uma camisa amarela.

 

BOLSONARO DIZ QUE RESPONSABILIDADE É DE VICE-LÍDER

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira, 15, que o caso do vice-líder flagrado com R$ 33.150,00 na cueca e outros R$ 10 mil e US$ 6 mil em um cofre não tem a ver com o seu governo. Ele justificou que a escolha dos vice-líderes se deu por "indicação dos líderes partidários", no caso da Câmara, e por "comum acordo" no Senado. "Esse caso não tem nada a ver com o meu governo. Meu governo são os ministros, as estatais e os bancos oficiais."

Nomeado por Bolsonaro em 2019 para ser vice-líder do governo no Senado, Rodrigues foi flagrado nesta quarta-feira, 14, em Boa Vista (RR), tentando ocultar dinheiro na cueca durante uma operação da Polícia Federal.

O governo, agora, tenta se desvincular das acusações envolvendo o senador. Mais cedo, o presidente destitui o parlamentar do cargo de vice-líder e disse, em conversa com apoiadores, que há desvios de dinheiro público destinado pela União para Estados e municípios, mas repetiu que não há corrupção em seu governo. Já na tarde desta quinta, Léo Índio, primo dos filhos de Bolsonaro, pediu exoneração do cargo de assessor parlamentar do senador após orientações de aliados do governo.

 

PF PRONTA PARA “LARANJAS” NAS ELEIÇÕES

O diretor-geral da Polícia Federal, Rolando de Souza, e o ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, afirmaram nesta sexta-feira, 16, que a polícia está preparada, com novas ferramentas, para o combate das fake news e das candidaturas laranjas nas eleições municipais de 2020, que ocorrerão daqui a um mês.

Para o chefe da PF, essas são as duas principais preocupações na disputa eleitoral deste ano. "A Polícia Federal tem duas preocupações na eleição, fake news e a questão de laranjas. E, nessa esteira, não só em relação a fake news, a PF se preparou para dar conta da demanda da Justiça Eleitoral, também em relação a candidaturas laranjas", disse o diretor-geral da PF. "Nós temos sistemas que estão cruzando dados e nos dão, em tempo real, a indicação de possíveis laranjas. Isso permite que a PF seja mais assertiva, identificando a grande possibilidade de candidaturas laranjas."

As candidaturas laranjas são, basicamente, candidatos de fachada que têm o objetivo de desviar recursos do fundo eleitoral. Mendonça e Souza conversaram com os jornalistas após uma reunião com o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Luís Roberto Barroso, na manhã desta sexta-feira, 16.

 

POLÍCIA PROCURA 21 BANDIDOS SOLTOS POR MARCO AURÉLIO

O traficante de drogas André Oliveira Macedo, o André do Rap, não é o único criminoso beneficiado por decisões tomadas pelo ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF). As polícias federal e dos Estados procuram ao menos outras 20 pessoas que conseguiram liminares baseadas no recente critério que torna ilegais prisões preventivas não reavaliadas a cada 90 dias.

O Estadão analisou cada uma das 225 decisões liminares (provisórias) concedidas em habeas corpus distribuídos para o ministro em 2020, disponíveis no portal do STF. Em seguida, cruzou o nome dos réus com o Banco Nacional de Mandados de Prisão, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Ao menos 92 pessoas conseguiram liminares de Marco Aurélio que levaram em conta o vencimento do prazo de revisão das prisões - o levantamento inclui as "extensões" de habeas corpus, que são pedidos de ampliação dos efeitos para réus em condições semelhantes. Desses 92 casos, porém, 21 aparecem também na base do CNJ com mandados de prisão em aberto, incluindo o líder da facção criminosa PCC André do Rap.

 

Pesquisa

Última edição

o-paralelo-13-edicao-504.jpg

Boletim de notícias

Boletim de notícias

Colunistas

 

Últimas notícias