VICENTINHO JR. IMPÕE CONDIÇÕES PARA PL TER VICE NA CHAPA UNGIDA POR DIMAS EM ARAGUAÍNA

Posted On Quinta, 03 Setembro 2020 04:42
Avalie este item
(0 votos)
Wagner Rodrigues, Marcos Marcelo, Vicentinho Junior e ao centro o prefeito Ronald Dimas Wagner Rodrigues, Marcos Marcelo, Vicentinho Junior e ao centro o prefeito Ronald Dimas

O “pino da grampola” que liga o prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas e o deputado federal Vicentinho Jr. precisa de alguns ajustes.  Isso ficou claro após o núncio de que o vereador Marcos Marcelo, do PL, será o candidato a vice-prefeito na chapa encabeçada por Wagner Rodrigues, candidato a prefeito escolhido para ser o sucessor de Ronaldo Dimas.

 

Por Edson Rodrigues

 

Os entreveros que impedem essa aliança direta em Araguaína vêm de tempos atrás, quando Vicentinho Jr. e seu pai, ex-senador Vicente Alves, foram “expelidos” de alguns apoios políticos, quando Dimas era filiado ao PL.

 

Em entrevista ao nosso colega, Cleber Toledo, Vicentinho Jr. deixou claro que para que o PL faça parte da chapa majoritária, compondo com o PODEMOS, em Araguaína, serão necessários alguns atos de “boa vontade”, por parte de Dimas.

 

A começar por uma retratação, por parte de Dimas, das declarações que deu citando o PL e o próprio Vicentinho Jr. como opositores do Podemos.  Depois, saber do próprio Marcos Marcelo, o que o levou a aceitar ser vice na chapa de Wagner Rodrigues quando, segundo Vicentinho Jr., havia uma orientação do PL estadual para que os diretórios municipais pudessem, livremente, lançar candidatura à prefeito, mas, jamais fechar uma composição de chapa com outro partido.

 

Outro ponto a ser ponderado será o que o PODEMOS poderá fazer pelo PL na Capital, em relação à candidatura do próprio Vicentinho Jr. a prefeito, levando-se em conta que o PODEMOS já anunciou a candidatura de Allan Barbiero à prefeitura da Capital.

 

Vicentinho Jr. ainda deixou claro que o PL é oposição ao governo do Estado e só apoiará candidaturas que tenham o mesmo posicionamento.

 

CANDIDATURA EM CHEQUE

O posicionamento de Vicentinho Jr. coloca em cheque a manutenção da chapa anunciada por Ronaldo Dimas em Araguaína, uma vez que, ao analisarmos as considerações feitas pelo deputado federal, consideramos muito difícil que Ronaldo Dimas faça qualquer tipo de retratação e, muito menos, que a candidatura do PODEMOS na Capital seja retirada para dar apoio à candidatura de Vicentinho Jr.

 

Quanto à suposta desobediência de Marcos Marcelo às orientações do pL estadual, isso será um assunto a ser discutido internamente pelos membros da legenda.

 

Logo, a candidatura de Marcos Marcelo a vice-prefeito de Araguaína está na UTI, e sua recuperação depende da atuação de Ronaldo Dimas, que não é “médico”, muito menos um político que se sujeitaria a se curvar aos caprichos do PL de Vicentinho Jr.

 

Sem as concessões exigidas à Ronaldo Dimas, Marcos Marcelo não emplacará como vice-prefeito na chapa de Wagner Rodrigues em Araguaína.  É “prego batido, com ponta virada”!

Pesquisa

Última edição

o-paralelo-13-edicao-504.jpg

Boletim de notícias

Boletim de notícias

Colunistas

 

Últimas notícias