Solidariedade aos impactados pelas cheias de rios e córregos do Tocantins

Posted On Sexta, 14 Janeiro 2022 06:36
Avalie este item
(0 votos)

Para um governo sério não existe diferença de cor, credo, condições sociais e muito menos siglas partidárias, mas apenas a vontade ajudar a quem precisa

 

 Da Redação

 

Governo do estado, forças armadas e demais poderes, além da comunidade e voluntários de todo o Tocantins mostram a importância da fraternidade e do ‘dar as mãos’ em um momento de solidariedade entre os irmãos tocantinenses, onde não existe diferença de cor, credo, condições sociais e muito menos politicagem.

 

Mas esta solidariedade precisa contar com mais adesões da sociedade, dos empresários, dirigente de entidades classistas e também dos nossos líderes religiosos. O momento exige de todos nós um olhar aos nossos irmãos tocantinenses, impactados pelas fortes chuvas e que se encontram desalojados. Estes nossos irmãos precisam de amparos colchões, roupas, alimentos e calor humano.

 

 

 

Nesse sentido o governador Wanderley Barbosa e o secretário estadual do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas), José Messias, estão empenhados em ajudar a população impactada pelas enchentes, provocadas pelas fortes chuvas dos últimos dias. Todos os esforços estão sendo empreendidos para dar o suporte necessário, tanto à população indígena quanto aos ribeirinhos desabrigados.

 

Buscando apoio federal

 

Preocupado com a situação das centenas de famílias impactadas pelas enchentes, o secretário José Messias não para. Recentemente reuniu-se, em ambiente virtual, com o Secretário Nacional de Assistência Social do Ministério da Cidadania, André Rodrigues Veras, para discutirem ações que poderão ser desenvolvidas, em conjunto, para atender os mais necessitados.

 

Sabemos do comprometimento do gestor da Setas e do governo estadual e é notório que não medirão esforços para atender essas pessoas que passam por dificuldade. A busca por apoio junto ao Governo Federal é importante porque fortalece as ações e possibilita mais celeridade no atendimento à população impactada. José Messias está ciente que a situação é momentânea, mas pode se perpetuar por mais algum tempo, já que a temporada de cheia dos rios prossegue em nosso estado até o mês de março.

 

A atuação da Setas, sob o comando do competente secretario José Messias e seus auxiliares, tem sido muito importante nessa ajuda humanitária aos impactados pelas enchentes e já estava se preparando com planejamento ordenado, porém não com tamanha envergadura.

 

 

Operação Enchente

 

Uma força-tarefa foi instituída, ainda em dezembro de 2021, para levar suporte, apoiar e socorrer as vítimas das inundações que estão ocorrendo em vários municípios do Estado. Quatro equipes de bombeiros prestam assistência aos municípios da região do Bico do Papagaio para reforçar os trabalhos na região.

 

A ação é coordenada pelo Corpo de Bombeiros e tem como integrantes, as Secretarias de Estado do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas), da Infraestrutura, Cidades e Habitação (Seinf), da Governadoria (Segov), da Saúde (SES), do Planejamento e Orçamento (Seplan), da Procuradoria-Geral do Estado (PGE), da Agência de Fomento do Estado do Tocantins (Fomento) e Instituto de Desenvolvimento Rural do Estado do Tocantins (Ruraltins).

 

 

Benefícios eventuais

 

O repasse do recurso destinado ao cofinanciamento dos benefícios eventuais, antecipados pelo governo, para 39 municípios em situação de emergência, será utilizado pelos municípios para atender as famílias em situação de vulnerabilidade social com auxílio funeral, auxílio natalidade, auxílio por vulnerabilidade temporária e calamidade pública, devido ao período de calamidade pública, em decorrência da pandemia da covid19.  Repasse de R$ 11,7 milhões referentes aos anos de 2020, 2021,2022, para cumprir as normativas referentes ao cofinanciamento dos benefícios eventuais, destinados aos 139 municípios do estado. Destes, 114 já receberam o repasse até o mês de dezembro referentes aos anos de 2020 e 2021, valor total do repasse e de  R$ 6,3 milhões.

 

 

Mais ajuda

 

Desde o dia 28/12/21 até hoje (13.01.22) foram entregues aproximadamente 21 mil kits com um total 285 toneladas de alimentos para a população dos 39 municípios impactados pelas enchentes. Trabalho feito com a pareceria e prestação de contas da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas), CRAS dos municípios. A ajuda se estende ainda a mais 42 municípios impactados também da pandemia da Covid-19, com equipes indo de casa em casa, em propriedades isoladas para levar alimentos à mesa de cada cidadão em situação de vulnerabilidade social: seja impactado pela pandemia ou pelas enchentes.

 

 

Força-tarefa também no enfrentamento à Covid-19

 

E por falar em pandemia, o  governador interino, Wanderlei Barbosa, conseguiu nesta quarta-feira, 12 reunir o Comitê Estadual de Enfrentamento à Pandemia do Coronavírus, para alinhamento e monitoramento das ações de prevenção e combate ao vírus. A reunião foi convocada devido à alta dos casos de contaminação da covid-19 e a previsão de retorno às aulas, no próximo dia 1° de fevereiro.

 

O Comitê é composto pelas seguintes instituições: Secretarias de Estado da Saúde, da Comunicação e da Educação, Juventude e Esportes; Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Tocantins (CBMTO); Polícia Militar do Estado do Tocantins (PMTO); Assembleia Legislativa; Tribunal de Justiça (TJ); Ministério Público Estadual (MPTO); Tribunal de Contas do Estado (TCE); Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE); Ministério Público Federal (MPF-TO); Polícia Federal; Polícia Rodoviária Federal; Marinha do Brasil - Capitania Fluvial Araguaia Tocantins; Exército Brasileiro - 22° Batalhão da Infantaria Tocantins e Infraero.

 

Sombra com chapéu alheio

 

Os políticos aproveitadores, que fazem, ou que pensam em fazer palanque com ações governamentais serão duramente criticados pelo O Paralelo13. Nesta semana, o nosso Observatório Político de O Paralelo13 já começou a registrar imagens de vídeos publicados nas redes sociais de certos políticos inescrupulosos, se aproveitando das situações de vulnerabilidade das famílias desabrigadas, impactadas pelas enchentes. Eles exibem suas imagens com cestas básicas compradas com recursos públicos, oriundos dos impostos caríssimos recolhidos pelo contribuinte tocantinense. O pior de tudo é que estão usando tais imagens como publicidade pessoal, fazendo uso de uma politicagem que fede podre, em estado de decomposição.

 

 

 

Independentemente de quem seja e de que lado esteja, governistas e oposicionistas, não iremos poupar. No momento certo iremos estampar a imagens destes canalhas, que não respeitam os nossos irmãos em Jesus Cristo, que neste momento de dor e dificuldades choram a perda de entes queridos e ainda têm que ver suas imagens servindo como pano de fundo para promoções publicitárias nas redes sociais de quem busca se perpetuar no poder.

 

O paralelo13 não se prevaricarás, muito menos será omisso e/ou conivente com tanta patifaria. Nos aguardem que saberemos a hora exata de expor estes inescrupulosos políticos que precisam ser banidos da vida pública do Estado do Tocantins.

 

Pesquisa

Última edição

o-paralelo-13-edicao-505.jpg

Boletim de notícias

Boletim de notícias

Colunistas

 

Últimas notícias