Estado do Tocantins recebe terceira doação da Fundação Itaú

Posted On Sexta, 12 Junho 2020 07:46
Avalie este item
(0 votos)

A entidade que já havia destinado Equipamentos de Proteção Individual ao Estado agora destinou respiradores

 

Por Aldenes Lima

 

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) recebeu nesta quinta-feira, 11, cinco respiradores e 1.810 protetores faciais, como doação do projeto “Todos pela Saúde”, uma parceria público-privada do Banco Itaú Unibanco (Fundação Itaú) e Hospital Sírio Libanês, para ajudar no enfrentamento à pandemia pelo novo Coronavírus.

 

Para o titular da SES, Dr. Edgar Tollini, “estes equipamentos chegam em momento providencial, uma vez que o Estado se organiza para a ampliação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva, principalmente nas regiões mais atingidas pela pandemia. Contar com parceiros que tem esta visão direcionada para a assistência é essencial”, enfatizou.

 

Esta é a terceira doação feita pela Fundação Itaú, que recentemente destinou álcool em gel, aventais de procedimentos, luvas, máscaras cirúrgicas, máscaras N95 e óculos de proteção individual ao Estado. Segundo o superintende de Aquisição e Estratégia de Logísticas da SES, Afonso Piva “desde a primeira doação o Itaú deu um reforço muito grande para todo o Estado, pois avental é um problema nacional e estávamos com dificuldade para atendermos todas as unidades hospitalares, mas felizmente a doação chegou em ótimo momento, bem como as máscaras triplas que estavam com estoque reduzido”, destacou.

A enfermeira Maria Lecticia de Pellegrin, referência técnica do projeto no Tocantins, afirmou que “o projeto é uma iniciativa do Banco Itaú, que inicialmente destinou R$ 1 milhão para as ações de enfrentamento da pandemia no Brasil. O Banco então procurou quem poderia dar a melhor aplicação para este recurso, assim, em consulta com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS), fez-se parcerias com o Hospital Sírio Libanês e o Hospital Albert Einstein para referência técnica em busca de como atender os municípios e estados com recursos escassos”.

 

Ainda segundo Lecticia, “a prioridade é a assistência hospitalar, com Equipamentos de Proteção Individual e respiradores essencialmente para funcionamento dos leitos intensivos. Temos gratidão pela oportunidade dessa assistência e ficamos com uma excelente impressão da organização da secretaria de Estado da Saúde, que se mostrou com uma excelente capacidade técnica de gerenciar a situação”, destacou.

 

 

Pesquisa

Última edição

o-paralelo-13-edicao-502.jpg

Boletim de notícias

Boletim de notícias

Colunistas

 

Últimas notícias