Em Porto Nacional, Polícia Civil prende homem por receptação e recupera dezenas de componentes de som automotivo

Posted On Sábado, 11 Setembro 2021 06:02
Avalie este item
(0 votos)
  Aparelhagem de som foi recuperada em casa de suspeito em Porto Nacional Aparelhagem de som foi recuperada em casa de suspeito em Porto Nacional

Suspeito teria escondido os alto falantes e demais equipamentos automotivos dentro de uma caixa d ́ água

 

Por Rogério de Oliveira

 

Uma ação de combate à criminalidade, deflagrada no final da tarde da última quinta-feira, 9, por policiais civis da 70ª Delegacia de Porto Nacional, resultou na prisão de um homem de 18 anos suspeito pelo crime de furto e também na recuperação de diversos componentes de som automotivo, que haviam sido furtados, em Porto, no dia 02 deste mês.

 

A ação que também contou com o apoio da equipe plantonista da 11ª Central de Atendimentos da Polícia Civil, foi deflagrada depois que os investigadores da PC-TO obtiveram informações de que os equipamentos de som automotivo, furtados estariam escondidos em uma residência, localizada no Setor Central, em Porto.

 

Desse modo, as equipes coordenadas pelo delegado de Polícia Civil plantonista, Diogo Silveira da Fonseca e pelo delegado titular da 70ª Delegacia de Polícia Civil, Antônio de Oliveira Carvalho, foram até a residência do suspeito por volta das 16h20, onde localizaram os objetos furtados sobre o telhado, dentro de uma caixa de água.

 

Ao ser questionado sobre a origem das citadas peças automotivas, o autor disse que estava apenas guardando os objetos, mas não informou para quem. Durante as buscas, os agentes recuperaram e apreenderam, quatro graves de 12 polegadas, marca Pionner, um twitter, marca Selenium e 25 alto-falantes de 200 watts rms, marca Zetta.

 

Diante dos fatos o autor recebeu voz de prisão e foi conduzido à 11ª Central de Atendimentos da Polícia Civil, em Porto Nacional, onde foi lavrado o respectivo auto de prisão em flagrante, pelo crime de receptação. Após a realização das providências legais cabíveis, o indivíduo pagou a fiança, arbitrada pela autoridade policial e assim, obteve o direito de responder ao processo em liberdade.

 

Pesquisa

Última edição

o-paralelo-13-edicao-504.png

Boletim de notícias

Boletim de notícias

Colunistas

 

Últimas notícias