COLUNA FIQUE POR DENTRO

Posted On Quarta, 04 Novembro 2020 05:34
Avalie este item
(0 votos)

AILTON FARÁ PARTE DO GOVERNO BOLSONARO, EM BRASILIA

O prefeito de Santa Rosa, Aílton Araújo, fará parte do governo do presidente Jair Bolsonaro, em Brasília.  O anúncio foi feito pelo senador Eduardo Gomes, líder do governo federal no Congresso Nacional. Aílton e Eduardo são amigos e se tratam como irmãos há décadas. 

Considerado um dos melhores prefeitos do Tocantins, com quatro mandatos em Santa Rosa e todas as prestações de contas aprovadas sem ressalvas pelo TCE, TCU, CGU e CGE, Aílton manteve sua carreira política sempre limpa e uma ficha impecável de serviços prestados.

Em Brasília, Aílton terá condições de ajudar as administrações dos 139 municípios do Tocantins, principalmente, Santa Rosa, terra que sempre confiou nele e em seu potencial e que, agora, poderá ter na gestão de Levi e de Raimundo Rapaz, um governo privilegiado pelas ações de Aílton.

 

 

“TODO CANDIDATO A VEREADOR DEVERIA LEVAR UMA SURRA"

 

Para o candidato a vereador em Porto Nacional, Gaguim Siqueira, “todo candidato a vereador deveria levar uma surra”, pois tem “estômago de avestruz e engole tudo”.

O candidato se refere ao fato dos candidatos a vereador, durante a campanha, se tornarem “sacos de pancada”, vestirem máscaras de “cara de pau” e servem de “amortecedor” e de ponte entre o candidato a prefeito e o eleitor e, mesmo assim, a maioria dos candidatos a vereador não é valorizada pelos candidatos a prefeito que defendem.

Por isso, diz espirituoso, “os candidatos a vereador merecem levar uma surra de cipó” por se submeterem a esse papel.

 

FALTANDO DUAS SEMANAS PARA A ELEIÇÃO, TODO CUIDADO É POUCO

Se fosse um jogo de futebol, este momento da campanha eleitoral para prefeito e vereador poderia ser considerado aquele intervalo de tempo entre os 30 minutos do segundo tempo e o fim do jogo, em que o placar está 0 x 0, em que os times não sabem se arriscam tudo ou se “fecham a casinha” para não tomar gol.

Todo cuidado é pouco, pois ainda não há candidatos eleitos nem candidatos derrotados. Os órgãos fiscalizadores estão mais ativos que nunca, ao mesmo tempo em que as pesquisas indicam que há a necessidade de cativar mais o eleitor.

 

O que fazer?

Os candidatos em vantagem nas pesquisas devem “pisar em ovos” daqui pra frente e os em desvantagem devem tentar recuperar os tempo – e os votos perdidos – sem desrespeitar a legislação eleitoral para evitar surpresas desagradáveis...

 

PROPORCIONAIS SEM COLIGAÇÕES EM APUROS

Os candidatos a vereador em 2020 estão em uma “saia justa” pelo fato das eleições não terem mais a possibilidade das coligações proporcionais.

Esse fator pode determinar a derrota de muitos candidatos à reeleição, principalmente os filiados a partidos grandes, as chamadas legendas de elite, e a ascensão dos partidos nanicos, que podem ser as grandes surpresas do pleito nas Câmara Municipais.

As redes sociais e a mídia tradicional neutralizam a audiência do Horário Gratuito de propaganda Eleitoral, e os debates passaram a ser peças sem influência na disputa sucessória.

As redes sociais e os veículos de comunicação tradicionais, como jornais impressos e online, blogs e portais de notícia passaram a ser os canais preferidos dos eleitores nesta eleição atípica.

 

O DESESPERO DE BARBIERO

O candidato à prefeitura de Palmas, Alan Barbiero, partiu para o desespero absoluto ao tentar, via “tapetão”, cassar o registro da candidatura da prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro, que lidera todas as pesquisas de intenção de voto.

O desespero de Barbeiro está no fato de seu principal mentor, Ronaldo Dimas, ser aliado do senador Eduardo Gomes, líder do governo federal no Congresso Nacional, que apoia, justamente a candidatura de Cinthia, em Palmas. Ou seja, barbeiro está acendendo uma vela para Deus e outra para o diabo.

Digamos que Barbiero desagrade Eduardo Gomes e este retire o apoio a Dimas. 

De que lado, afinal, Barbiero realmente está?  Com a palavra, Ronaldo Dimas....

 

EM ARAGUAÍNA A FATURA ESTÁ CONSOLIDADA

Baseado nos resultados das pesquisas de intenção de voto para prefeito de Araguaína, já podemos cravar que o sucessor de Ronaldo Dimas tem nome e sobrenome: Wagner Rodrigues.

Lançado e apoiado pelo atual prefeito, Wagner Rodrigues conta, também, com o apoio do senador Eduardo Gomes, líder do governo Jair Bolsonaro no Congresso Nacional, o que significa acesso a recursos do governo federal com emendas impositivas e convênios.

Apoio decisivo, fatura garantida!

 

PRESTAÇÃO DE CONTAS DE CAMPANHA: O DESAFIO

O Fundo Partidário que, milionário, prometia ser a salvação de muitos candidatos e o “pé de meia” dos “candidatos profissionais” acabou sendo uma grande decepção.  Fiscalizado de perto pela Justiça Eleitoral e controlado pelas cúpulas nacionais dos partidos, ele jorrou fácil onde houve interesse das legendas e pingou, mirrado, na maioria dos colégios eleitorais.

Há centenas de candidatos a vereador e a prefeito que, a menos de duas semanas para a eleição, ainda não viram a cor do tal Fundo Partidário.

Quem tinha dinheiro em caixa, vem pagando a campanha do próprio bolso, mas, em casos assim, a prestação de contas costuma virar problema e todo cuidado é pouco para evitar ganhar e não levar, pois prestar contas dos gastos com o Fundo Partidário é bem mais fácil que justificar e identificar recursos “próprios”.

 

“RESGUARDO” NA CAPITAL

Muita gente vai ter problemas com a prestação de contas de campanha na Capital, onde os órgãos fiscalizadores já estão de “orelha em pé”.

Segundo informações, auditorias, por parte dos órgãos fiscalizadores, estarão em curso após as eleições e muita coisa pode vir a público.

O Paralelo 13 estará acompanhando tudo de perto e ainda traz, desde já, o alerta de que a qualquer momento uma operação da Polícia Federal pode acontecer em território tocantinense, com motivações eleitorais.

Muita gente está de “resguardo” na Capital do Tocantins....

 

VISITA ILUSTRE

O casal anfitrião, Edson e Divina, com o senador Eduardo Gomes e Ludmilla Rodrigues

Eduardo Gomes, Ludmilla Rodrigues, Otoniel Andrade e Valdemar Jr.  na Casa de Edson Rodrigues 

 

Em sua visita a Porto Nacional para declarar apoio à candidatura de Otoniel Andrade, o senador Eduardo Gomes iniciou os “trabalhos” com um café da manhã na residência do seu amigo e irmão Edson Rodrigues, o Nem, levando junto Otoniel Andrade e o deputado estadual Valdemar Jr.

Além das guloseimas, muita conversa e trivialidades da melhor categoria deram o tom do café da manhã.

 

AGUARDANDO ELIS

O tio babão, Edvaldo Rodrigues e Eloise aguardando Elis

A nossa queria e unida família Rodrigues é só alegria e expectativa pela chegada da pequena Elis, fruto da união entre Pablo e Eloise que, com sua chegada, renovará os laços de amor entre todos os membros da família.

Os tios avós Edson e Divina e o ”tio babão” Edvaldo são só alegria e mimos para com Eloise.

Que seja muito bem vinda!

 

Pesquisa

Última edição

o-paralelo-13-edicao-504.jpg

Boletim de notícias

Boletim de notícias

Colunistas

 

Últimas notícias