SECRETARIA DO TRABALHO E AÇÃO SOCIAL FOCA NA DISTRIBUIÇÃO DE ALIMENTOS PARA FAMÍLIAS CARENTES

Posted On Segunda, 03 Mai 2021 04:23
Avalie este item
(0 votos)
Secretário estadual do Trabalho e Ação Social, José Messias Alves de Araújo. Secretário estadual do Trabalho e Ação Social, José Messias Alves de Araújo.

O Paralelo 13 vem dando ênfase em suas reportagens, artigos e editoriais, nas questões que envolvem os trabalhos que vem sendo desenvolvidos pelos governos do Estado e municipais, em relação à fome, uma das piores mazelas provocadas pela pandemia da Covid-19.

 

Sabe-se que muitos recursos foram repassados pelo governo federal, mas pouco se sabe como esses recursos foram utilizados.

 

Em tempos de CPI da Covid-19, O Paralelo 13 foi no cerne da questão, e conseguiu uma entrevista exclusiva com o secretário estadual do Trabalho e Ação Social, José Messias Alves de Araújo.

 

Sem meias palavras e em tom muito profissional, o secretario respondeu a todas as perguntas e falou sobre os trabalhos desenvolvidos pela sua Pasta e o planejamento para novas ações.

 

Por Edson Rodrigues

 

Confira a entrevista exclusiva abaixo:

 

OP13 – Secretário, a gestão Mauro Carlesse, por meio da sua Pasta, vem dando um importante suporte às famílias de baixa renda em todo o Estado. O senhor pode especificar quais são essas ações e como vêm sendo desenvolvidas?

 

Uma das principais ações que está sendo desenvolvida, no momento, é a Ação Emergencial de Entrega de Cestas Básicas para os 139 municípios do Tocantins. O objetivo é garantir a Segurança Alimentar e Nutricional das famílias vulneráveis e impactadas pela pandemia da Covid-19. É uma determinação do Governador Mauro Carlesse que os alimentos cheguem à mesa de todos que precisam. Atendemos nesses 15 meses famílias vulneráveis, trabalhadores informais, autônomos e rurais, assentados, quilombolas, indígenas, músicos, famílias de estudantes da rede municipal, entre outros segmentos da sociedade. Cabe ressaltar que o Governo do Tocantins, por meio da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas), desenvolve outras ações na área de Assistência Social, como Proteção Básica, proteção Especial, Segurança Alimentar e Nutricional. Nessa perspectiva, as equipes da Setas no âmbito do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) vêm trabalhando com a orientação e capacitação dos gestores e técnicos no âmbito da assistência social nos 139 municípios. É um trabalho de extrema importância principalmente nesse período de pandemia. Também no âmbito da Setas, por meio do Sistema Nacional de Emprego (Sine), prestamos todo apoio aos trabalhadores formais para que tivessem acesso aos seus direitos como o seguro desemprego, captação de vagas de emprego e encaminhamento dos mesmos ao mercado de trabalho. Hoje, comemoramos o décimo mês consecutivo com saldos positivos na geração de emprego e tendo a sexta menor taxa de desocupação do país.

 

OP13 – Nessas ações, há algum tipo de parceria com as administrações municipais?

 

Contribuir para a melhoria da qualidade de vida da população em situação de vulnerabilidade e risco pessoal e social, por meio das Politica Publicas de Assistência Social, Economia Solidária, Segurança Alimentar e do Trabalho é a missão desta pasta. As parcerias com os municípios são de extrema importância. Podemos dar como exemplo a ação emergencial de entrega de cestas básicas, devido à pandemia, que acontece por meio dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) nos municípios. O Cras é a porta de entrada da Assistência Social e nesse aspecto tem um papel fundamental nessa logística, por estar em contato diário com o público de maior vulnerabilidade social. Esse é um cuidado do Governador Mauro Carlesse para que não falte alimento na mesa do povo tocantinense.

 

O governador Mauro Carlesse e o secretário do Trabalho e Ação Social, José Messias Alves de Araújo em vistoria a central de distribuição de alimentos

 

OP13 – Existe uma parceria do Governo do Estado com os deputados estaduais, para, via emendas impositivas, garantirem os recursos para as ações sociais. Com esses recursos de emendas, há como quantificar as famílias beneficiadas?

 

Sim. Neste período de enfrentamento à pandemia, a Assembleia Legislativa tem sido fundamental. Mais de 300 mil cestas básicas com recursos oriundos de emendas parlamentares de deputados estaduais foram entregues pelo Governo do Tocantins, por meio da Setas.

 

OP13 – E com a Adapec? Existe, também, algum tipo de parceria na distribuição de cestas básicas?

 

Não com a Adapec. Devido à facilidade de logística de entrega dos alimentos, a parceria na área rural foi feita com o Instituto de Desenvolvimento Rural do Estado do Tocantins (Ruraltins); o Instituto tem escritórios locais em todos os 139 municípios do Tocantins, e desenvolve trabalhos dentro dos assentamentos e comunidades rurais, além de conhecer as comunidades, mais de perto. Outras parcerias foram firmadas; como a Secretaria de Estado da Educação (Seduc), com atendimento às famílias de alunos da rede municipal; com a Agência de Desenvolvimento do Turismo e Cultura (Adetuc), atendendo famílias de trabalhadores autônomos de todo o setor cultural. Realizamos ainda parcerias com a Universidade Estadual do Tocantins (Unitins) e a Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), e com Associações, Entidades de Classe e Religiosas e outras instituições que trabalham na área social, atendendo dessa forma aos profissionais de todas as áreas impactadas pela pandemia.

 

Nesse mais de um ano de trabalho de entregas de cestas básicas foi realizado um planejamento de logística, que dividiu as entregas por regiões e micro regiões, e ainda por meio de rodízios. Essa logística é responsável pelo resultado positivo da distribuição das cestas básicas, que chegam o mais rápido possível nos municípios, e faz com que os alimentos cheguem na mesa de cada família tocantinense que precisa de alimentos.

 

OP13 – Porto Nacional foi alvo de alguma dessas ações?

 

Entrega de cestas em Porto Nacional

 

Sim. Porto Nacional é um dos municípios mais culturais do Estado, e recebe benefícios do Governo do Tocantins em todas as ações desenvolvidas pela Setas. Além da entrega dos kits de alimentos nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras), também estão sendo entregues às famílias por meio das entidades de classe e religiosas, associações e sindicatos; e em comunidades rurais, como assentamentos e comunidades tradicionais, por meio do Ruraltins.

 

OP13 – Nesse momento de pandemia, como o senhor avalia a atuação da Secretaria do Trabalho e Assistência Social?

 

A secretaria tem sido atuante desde o começo, na segunda quinzena de março de 2020, quando o Governo do Tocantins, por meio da Setas, deu início à ação emergencial com entrega de cestas básicas às famílias vulneráveis dos municípios do Bico do Papagaio; primeiramente àqueles atingidos pelas enchentes na região, e em seguida, atendendo prioritariamente as pessoas idosas e aquelas mais vulneráveis às doenças. As equipes da Setas vêm trabalhando diuturnamente, em todos os dias, seja final de semana, feriados, sem parar, a mais de um ano, com o objetivo de apoiar as famílias tocantinenses para amenizar os impactos da pandemia da Covid-19.

 

OP13 – Há novas ações sendo planejadas? Quais?

 

No momento, as ações da assistência estão focadas em não deixar que falte alimento nas mesas dos tocantinenses. Há diversas entregas de kits de alimentos em andamento e outras sendo planejadas. Essa ação de entrega de cestas básicas aos 139 municípios do Tocantins continua enquanto durar a pandemia. É uma determinação do Governador Mauro Carlesse que todos de nossa equipe zelem e cuidem de todas as famílias que precisam, enquanto houver resquício da pandemia, e famílias fragilizadas ou vulneráveis.

 

P13 – Qual mensagem o senhor deixa para o povo tocantinense?

 

O Governo do Tocantins, Setas, e todos os parceiros, que têm trabalhado para amenizar o sofrimento das famílias tocantinenses durante essa pandemia, têm recebido elogios e agradecimentos da população que vêm enfrentando essa situação difícil para todos. São elogios e agradecimentos das autoridades envolvidas, sejam prefeitos, vereadores, representantes de entidades, de igrejas, de associações, sindicatos, entre outros, e principalmente dos trabalhadores tocantinenses, aqueles que tiveram seus rendimentos afetados por causa das regras sociais de controle à pandemia, e que necessitam de renda para pagar suas contas, com ênfase para a compra dos alimentos.

 

Vice-governador e secretário Messias entregam de cestas básicas 

 

A mensagem que deixo para toda sociedade tocantinense é que pode confiar no trabalho do Governador Mauro Carlesse. O Governo do Tocantins está atento a todas as necessidades da população, e luta continuamente para conseguir recursos e atender a todas as famílias tocantinenses, que necessitam do apoio do Estado, com ênfase para aquelas pessoas vulneráveis que mais precisam de alimentos, em todo o tempo que durar a pandemia. É uma determinação, do Governador Mauro Carlesse, que o alimento chegue à mesa de todas as famílias tocantinenses, que todas as pessoas que necessitam de alimentos sejam atendidas, não só na pandemia, mas sempre que houver famílias vulneráveis necessitando dos cuidados do Estado.

 

Para mim é uma honra estar à frente de uma pasta de tão grande importância, por cuidar, praticamente, de toda sociedade vulnerável. É uma grande honra, também, trabalhar com o governador Mauro Carlesse, o nosso Governador está determinado a servir a sociedade tocantinense e dar continuidade enquanto houver pandemia; é um homem que tem compromisso com a população e se preocupa em atender todo o Estado, mas, prioritariamente os mais necessitados. O sucesso da ação de entrega de cestas básicas durante a pandemia da Covid-19 é resultado das determinações dele. Foi devido a sua coragem e determinação que conseguimos realizar esse grande trabalho, de apoiar as famílias tocantinenses.

 

 

Quero também registrar o meu agradecimento à equipe da Setas, que foi guerreira e valorosa. Mesmo durante a pandemia, que já dura mais de um ano, a equipe se reveza e aguenta firme, servindo a sociedade como um exército, para levar apoio e alento à nossa população. A equipe da Setas não mede esforços para continuar, e dia a dia, sem considerar feriados, nem finais de semana, luta para entregar cestas básicas nos 139 municípios, levando alimentos para garantir a segurança alimentar e nutricional de todas as famílias que necessitam, nesses momentos de dificuldades.

 

 

Última modificação em Segunda, 03 Mai 2021 05:04

Pesquisa

Última edição

o-paralelo-13-edicao-504.png

Boletim de notícias

Boletim de notícias

Colunistas

 

Últimas notícias